Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Após o júri popular ocorrido nesta quarta-feira, dia 10, no Fórum Gumercindo Bessa em Aracaju, que inocentou Anderson Santos Souza, o homem suspeito de assassinar a tiros o delegado da polícia civil de Sergipe, Ademir da Silva Melo Júnior, no dia 18 de Julho de 2016. Um uma notícia veio à tona “a ex-mulher do delegado, a Promotora de Justiça Caroline Leão, poderia ter algum tipo de envolvimento no crime”. CLICK AQUI , E SAIBA O SDETALHES DO CRIME .

De imediato, A ASSOCIAÇÃO SERGIPANA DO MINISTÉRIO PÚBLICO de SERGIPE (ASMP),emitiu uma NOTA  de REPÚDIO .

NOTA

A ASSOCIAÇÃO SERGIPANA DO MINISTÉRIO PÚBLICO (ASMP), entidade criada em 1943, que congrega os Membros do Ministério Público de Sergipe, em exercício, em disponibilidade e aposentados, considerando o teor das declarações veiculadas pelo advogado de defesa, na data de hoje, quarta-feira, 10, veiculado na imprensa, após o júri que inocentou Anderson Santos Souza da acusação de homicídio do Delegado Ademir Silva Melo Júnior, ao expressar que “a sentença absolutória incomoda a quem mandou fazer e a quem estava no plenário, a viúva”, vem, publicamente, expressar irrestrito APOIO a Promotora de Justiça Caroline Leão, que se vê pública e injustamente acusada de participação em crime que vitimou seu cônjuge, sem respaldo em nenhuma imputação formal ou prova produzida no curso do processo.

Esta entidade repudia os graves e injustos ataques à honra e à imagem da Promotora de Justiça mencionada, entendendo que refletem as ilações de quem procurou a absolvição, por teses no processo, sendo descabido qualquer ataque ao princípio constitucional da inocência e respeito a honra alheias, célula dura a ser preservada pelo sistema jurídico como um todo, respeitado por e para todos os sujeitos de direitos, principalmente, a quem sequer era ré no processo em julgamento.

Diante dos gravíssimos fatos destacados, esta Associação dispõe-se, desde já, segundo a avaliação da colega ofendida em seus direitos fundamentais, a adotar todas as medidas reparatórias necessárias.

Aracaju/SE, em 10 de agosto de 2022.

Cecília Nogueira Guimarães Barreto

Presidente da ASMP em Exercício

 

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...