Defesa Civil avalia situação hídrica de municípios sergipanos

Três equipes do Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil (Depec) estão empenhadas numa operação para avaliar a situação hídrica em alguns municípios do Alto Sertão sergipano. O objetivo é fazer um levantamento dos locais que não estão sendo atendidos pela Operação Carro-Pipa (OCP), coordenada pelo Exército Brasileiro, mas necessitam receber essa ajuda humanitária.

As equipes vão percorrer os municípios de Canindé do São Francisco, Porto da Folha, Poço Redondo, Nossa Senhora da Glória, Gararu e Monte Alegre. Segundo o diretor do Depec, o tenente-coronel Luciano Queiroz, para que a população tenha acesso à ajuda de carros-pipa é necessário que a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) reconheça os Decretos de Situação de Emergência de cada município, para isso as equipes do Depec se deslocaram para verificar a real necessidade de decretar situação de emergência por seca ou estiagem nessas regiões, já que, neste ano, o inverno apresentou um índice pluviométrico acima do normal no estado, ultrapassando as médias históricas para o período.

“Nossas equipes precisam fazer uma avaliação hídrica em cada região, visto que as chuvas deste inverno foram bem generosas e muitas localidades conseguiram reabastecer seus recursos hídricos, em especial os açudes e barragens. Contudo, ainda há locais que as chuvas não foram suficientes e essas pessoas não possuem qualquer tipo de acesso à água potável, então precisamos dar assistência a essa população que precisa dessa água para abastecer seus reservatórios e cisternas, para uso das necessidades básicas diárias”, declarou.

O diretor da Defesa Civil explicou, ainda, que em virtude da pandemia da Covid-19, a Sedec autorizou que os 11 municípios sergipanos, que tiveram seus decretos de situação de emergência reconhecidos em âmbito federal, permanecessem recebendo o benefício da OCP, mesmo com alguns municípios tendo seus decretos expirados, já que os gestores municipais relataram dificuldades com levantamento de informações, além da adição de documentos para organização e alimentação do sistema. “O governo federal estendeu o prazo por 60 dias e esse recurso expira agora no final de setembro, por isso a importância de realizar o levantamento e analisar a situação de cada região. O Depec encaminhará um relatório para Brasília, para que eles possam, caso seja necessário, solicitar o reconhecimento federal e nosso estado possa continuar a ser beneficiado com a ajuda humanitária, que é a operação carro-pipa”, afirmou Queiroz.

Municípios atendidos 

Durante este ano, 11 municípios do estado de Sergipe decretaram Situação de Emergência, reconhecida em âmbito federal, e estão recebendo o auxílio da OCP, por meio da contratação de 65 carros-pipas, coordenados pelo Exército Brasileiro.

Os investimentos na Operação Carro-Pipa atingiram, neste ano, R$ 8.079.590,15 para o atendimento a 40.706 sergipanos. Atualmente, onze municípios estão com o decreto de situação de emergência em vigência, são os municípios de Nossa Senhora da Glória, Pinhão, Poço Verde, Gararu, Monte Alegre e Frei Paulo. Os que estavam para expirar e por conta da pandemia tiveram um adiamento foram: Carira, Tobias Barreto, Poço Redondo, Porto da Folha e Canindé do São Francisco.

Foto: Ascom/Defesa Civil

Fonte: ASN

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: