Abuso sexual: advogado da mãe afirma que meninas ainda são virgens

crianças-abusasadas--crianças-de-Itaporanga-caso-Itaporanga-Abuso-sexual-pedofilia-rede-de-prostituiçao-Imprensa1-mae-acusada-de-entregar-as-filhas-O advogado da mãe das meninas que supostamente foram vítimas de abusos sexuais e maus tratos, Cândido Dortas, conversou com exclusividade com o programa Liberdade News Segunda da Rádio Liberdade FM, nessa quarta-feira, 6, e afirmou que laudos do Instituto Médico Legal (IML) apontaram que as quatro meninas ainda são virgens.

“Não tenho autorização para dar informações sobre o inquérito porque segue em segredo de justiça. Laudos comprovam o contrário que foi dito pela imprensa. Os laudos apontaram que todas são virgens”, disse.

Mesmo sem poder falar sobre o processo, que corre em segredo de Justiça, o advogado de defesa relata que as informações passadas pelas meninas estão desencontradas. “O que chama a atenção é que essas denúncias se referem a um período de um ano atrás, só que essas meninas estão há dois anos morando em Maceió. Se aconteceu alguma coisa, foi em Maceió. Há equívoco dessas informações”, ressaltou.

Cândido afirmou, ainda, que a polícia sergipana tem trabalhado incansavelmente para desvendar o caso. “O que não pode é se fazer um pré-julgamento baseado em relatos. Tem que ter provas e é isso que está sendo feito pela delegada de Itaporanga que está fazendo um esforço sobre-humano para apurar os fatos”, completou.

Abandono

Sobre a denúncia de que a mãe havia abandonado as meninas na casa do pai, Cândido disse que as crianças tinham ido passar férias em Maceió, no entanto não puderam retornar porque ele não permitiu. “Existiram vários contatos e não houve resposta. Minha cliente tentou, por várias vezes, entrar em contato com as filhas, mas não conseguiu”, disse.

Rede de prostituição

Questionando sobre a suposta rede de prostituição, da qual a sua cliente fazia parte, o advogado de defesa afirmou desconhecer o fato. “Essa informação foi dita por jornais de Maceió, mas até agora, não há indícios de que isso exista em Itaporanga”, completou.

Por Bruno Almeida

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: