Alimentação escolar de qualidade e mais saudável na Rede Municipal de Ensino

Alimentação_Wlater_MartinsUma alimentação rica em vitaminas com cardápio de acordo com a faixa etária das crianças e acompanhada por nutricionistas. Essa é a nova realidade da alimentação escolar na Rede Municipal de Ensino de Aracaju a partir da terceirização do serviço dentro do programa Mais Educação, que estabelece também o almoço para os alunos da educação em tempo integral.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Papa João Paulo II, que fica no bairro Santa Maria, é uma das unidades de ensino que possui essa nova prática de alimentação escolar. O diretor Gustavo Fontes destacou que, após a terceirização, o cardápio das refeições passou a ser acompanhado e orientado por nutricionistas.

Outra mudança significativa é a qualidade da alimentação, a higienização no preparo e a contabilização de quantas refeições são servidas diariamente na escola. “O cardápio é feito de acordo com a faixa etária das crianças já que aqui também funciona uma creche, uma vez que atende alunos de um aos 13 anos”, observou o diretor.

Antes da terceirização, Gustavo Fontes disse que em algumas oportunidades, como por exemplo, com a falta de uma cozinheira, era ele quem se preocupava em selecionar os alimentos e preparar as refeições. “Esta melhoria é muito positiva para a gestão da escola, pois estou mais livre para me preocupar exclusivamente com a administração da unidade escolar”, destacou.

Aluna do programa educação em tempo integral, Tauane Santos Costa, de 10 anos, disse que a qualidade e a variedade da alimentação servida melhoraram muito e garantiu que as refeições são de fato boas. Fascinada por matemática, ela disse que na escola faz três refeições às segundas e sextas-feiras, e quatro às terças e quintas.

Pais e alunos atestam qualidade das refeições

Raíssa Vieira de Jesus e Yasmim Kauanne Santana Costa, ambas de 9 anos, também aprovaram a alimentação escolar que é servida na EMEF Papa João Paulo 2º. “Agora a comida e a merenda estão mais saborosas, a gente sente o bom sabor da alimentação e das frutas que são servidas”, observou as crianças, acrescentando que a fome é maior após as atividades físicas.

Mãe do aluno Victor Hugo, de três anos, Edileuza Montalvão Oliveira considerou como muito boa a alimentação que agora é servida às crianças assistidas pela creche que fica na escola. “Eu tenho percebido que as refeições servidas obedecem um cardápio orientado por nutricionistas e é de acordo com a faixa etária das crianças”, avaliou.

Antônia Josefa Alves, mãe do garotinho Tiago William, de dois anos, afirmou que a qualidade da refeição servida melhorou consideravelmente. “Agora a alimentação é balanceada e acima de tudo saudável. Na hora do lance, diversas frutas, como uvas e laranja, nada de balas, pipoca ou refrigerante”, elogia.

A diretora adjunta da escola, Silvana dos Santos Silva, disse que a alimentação servida tem que ser diversificada e rica em vitaminas em virtude da grande quantidade de atividades que as crianças participam, por exemplo, algumas das oficinas oferecidas, como capoeira e dança, que exigem bastante energia física.

Silvana dos Santos destacou que as crianças do ensino em tempo integral chegam à escola às 7h da manhã e vão embora às 15h. “Nesse período em que ficam aqui, participam de várias atividades, por isso, necessitam de uma alimentação saudável, rica em vitaminas e balanceada para que possam melhora o desempenho, inclusive durante a recreação”, concluiu.

Fonte: PMA

Foto: Walter Martins

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: