“Aproximação com forças policiais gera empatia”, defende Eduardo Lima

8
Foto: Assessoria Parlamentar

Durante todo esse mês de maio em que se comemora o Mês das Mães, juntamente com o Grupo Universal nas Forças Policiais (UFP), o vereador Eduardo Lima (Republicanos), têm participado de homenagens às mulheres que trabalham com segurança pública.

Na quarta-feira, 12, o parlamentar participou de um café da manhã oferecido a militares do Corpo de Bombeiros de Sergipe. “Foi uma manhã muito importante, além de levar a palavra de Deus para esses trabalhadores, também pude conversar com os militares sobre a importância do cuidar da mente e da paz interior”, no início do mês, Eduardo Lima também participou de homenagens na Guarda Municipal de Aracaju.

O assunto, de acordo com o vereador, “deve ser enfatizado, principalmente em um momento onde o efetivo da segurança pública passa por pressão psicológica diante do cotidiano”. Um levantamento realizado pelo Monitor da Violência, em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontou que o Brasil teve 198 policiais assassinados em serviço e de folga no ano passado, um aumento de 10% em relação a 2019.

Ao todo, 17 estados registraram crescimento nas mortes por forças policiais. Os dados mostram que 140 dos 198 policiais mortos estavam de folga, ou seja, mais de 70% do total. “Há um tabu na sociedade de que pessoas que trabalham com a segurança pública não podem ser vistas com fraqueza e fragilidade e a gente sabe que não é assim, são seres humanos que diante de um trabalho estressante acabam adoecendo psicologicamente. É muita pressão, seja nas atividades nas ruas quanto na corporação”, por isso, o vereador se somou ao UFP, que oferece auxílio espiritual, psicológico e social a esses homens e mulheres que servem a sociedade.

O programa Universal nas Forças Policiais, foi criado em 2018 e abrange policiais militares de todos os estados do Brasil e de países na África, com o objetivo de prestar assistência espiritual, social e de valorização humana não só para os defensores da lei, mas também para seus familiares através de palestras como por exemplo drogas, estrutura familiar, casamento, educação dos filhos, doações de livros e Bíblias, e também aconselhar essas pessoas por intermédio da fé em Deus, para dá o livramento e força para tantos profissionais.

Por: Assessoria Parlamentar – Eduardo Lima

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: