Aracaju concluirá Campanha de Vacinação Antirrábica neste sábado, 13

Foto: Ascom/SMS

Por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a Prefeitura de Aracaju concluirá a Campanha de Vacinação Antirrábica neste sábado, dia 13, quando será disponibilizada a vacina em pontos fixos, de 8h às 16h.

Neste sábado, a ação contemplará os bairros Dom Luciano, Soledade, Lamarão, Japãozinho, Coqueiral, Porto Dantas, Cidade Nova, 18 do Forte, Palestina, José Conrado de Araújo, Santos Dumont, São Carlos, Olaria, Jardim Centenário e Bugio.

A meta da Prefeitura é vacinar 80% dos animais, o que corresponde a 45.661 animais do total de 57.076 animais. Segundo a gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Marina Sena, já foram vacinados até o momento 33.189 animais, sendo 21.588 cães e 11.601 gatos.

“A vacina é a principal forma de prevenção da raiva e não há diferença na qualidade ou na eficácia da vacina ofertada pela rede municipal da que é disponibilizada na rede particular. Não existe diferença de qualidade da vacina estrangeira para a nacional, a eficácia é a mesma para combater uma doença grave que leva sempre ao óbito no caso dos animais e com ocorrência de poucos casos de cura”, explica.

 

Acesso ao serviço

Para ter acesso ao serviço, basta apresentar o cartão de vacina do animal, se tiver. São contemplados na campanha caninos e felinos com idades a partir de três meses de vida.

“Os animais mais agressivos devem usar focinheiras, para evitar acidentes, e coleiras para evitar fugas. É importante também ressaltar que quem não conseguir levar o animal de estimação para tomar a vacina antirrábica, o CCZ disponibiliza doses durante todos os dias úteis do ano. A unidade fica situada na avenida Dr. Carlos Rodrigues da Cruz, 1081, no bairro Capucho, vizinho à sede do Ibama”, enfatiza a gerente.

 

Casos suspeitos

O CCZ deve ser informado para acompanhamento e realização dos exames necessários após o óbito. É importante informar que, em caso de mordidas de cães e gatos, as pessoas procurem atendimento médico para ser iniciado o protocolo vacinal pós-exposição, e para que o animal fique em observação por um período de dez dias.

Por: PMA

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...