Assembleia Legislativa promove homenagem aos bombeiros de Sergipe por causa de resgate

1-medalha-bombeiros-3-BOMBEIROS-SAO-HOMENAGEADOS-2--MARIA-ODILIAComo forma de reconhecer e agradecer a atuação heroica dos bombeiros e bombeiras  do Estado de Sergipe, no resgate da família que ficou soterrada num prédio em construção em Aracaju, em julho deste ano de 2014. A Assembleia Legislativa  de Sergipe ( Alese) ,  por meio de sua Comissão de Direitos Humanos concedeu a 18 oficiais do Corpo de Bombeiros de Sergipe a Medalha do Mérito Direitos Humanos Dom José Vicente Távora. A solenidade ocorreu no plenário da Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira, 10, quando se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Com o objetivo de reconhecer o trabalho e o esforço de militantes e personalidades na promoção e defesa dos direitos humanos em nosso Estado, a honraria foi instituída pelo Projeto de Resolução 10/2010, de autoria da deputada Ana Lúcia (PT). Para a parlamentar, a vida humana com liberdade e autonomia é exatamente o que motiva a homenagem, pois é o cerne da luta pelos direitos humanos. “O que moveu estes homens e mulheres não foi apenas a realização do trabalho cotidiano, mas sim possibilidade de salvar a vida de outras quatro pessoas”, destacou.

O evento contou com a participação do vereador petista Dr. Emerson que, além de representar a Câmara de Vereadores de Aracaju, recebeu a homenagem em nome do seu filho, Emerson Ferreira da Costa Júnior, bombeiro que participou da ação. Autoridades, além de amigos e familiares dos oficiais também prestigiaram a solenidade.

Quem recebeu a homenagem em nome dos em nome dos 152 oficiais que atuaram direta e indiretamente no caso foi o Capitão Sílvio Leonardo Vieira Prado, que na ocasião representou o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Regnaldo Dória de Freitas. Vieira Prado destacou a natureza diferenciada da profissão e o compromisso dos bombeiros com a vida humana. “Sabemos que cada Bombeiro e cada Bombeira traz gravado em seu peito o lema ‘vidas alheias e riquezas salvar’. Posso afirmar a todos aqui presentes que ser Bombeiro é um sacerdócio, pois somos capazes de sacrificar a própria vida para salvar alguém”

A deputada Ana Lúcia, que também é presidenta da Comissão de Direitos Humanos, também parabenizou o empenho dos homens e mulheres contemplados com a medalha. “Estes profissionais e cidadãos mostraram profundo compromisso com a família que corria risco de morte e com toda a sociedade sergipana, consolidando o respeito e confiança nas ações praticadas por esta importante corporação”, felicitou.

2--medalha-bombeiros-3-BOMBEIROS-SAO-HOMENAGEADOS-2--MARIA-ODILIA“Estes homens e mulheres mostraram compromisso com vida humana no exercício profissional enquanto agente públicos e ajudaram a fortalecer a credibilidade das instituições públicas, cada vez mais desvalorizadas numa sociedade em que impera o ter em detrimento do ser. Estes trabalhadores e cidadãos mostraram compromisso com a vida, em um mundo cada vez mais desumanizado. Estes homens e mulheres arriscaram seu bem mais precioso, a própria vida, possibilitando assim, com suas ações, a continuidade de três vidas”, finalizou Ana Lúcia.

Após apresentar um emocionante vídeo sobre a atuação da corporação no resgate, o Capitão Sílvio Leonardo Vieira Prado dedicou a medalha a todos os bombeiros sergipanos. “A honra desta medalha é da instituição Corpo de Bombeiros, que nos moldou e nos deu as ferramentas necessárias para exercer a profissão com determinação e afinco”, destacou, explicando que foram 34 horas ininterruptas de trabalho, iniciados por volta das 2h da madrugada de sábado, dia 19 de julho deste ano.

“Mantemos com convicção nossa missão de salvar vidas, pautados no objetivo de trazer para a sociedade um serviço de excelência, devoção e carinho. Estamos felizes e orgulhos por este grande reconhecimento desta Casa Legislativa”, finalizou Vieira Prado.

 Relembre o caso

Sem ter para onde ir por falta de moradia, a família “de Jesus Silva” foi se abrigar na obra na qual o pai atuava como servente de pedreiro. Eles não esperavam que, na madrugada do dia 19 de julho, a construção viria abaixo, deixando-os soterrados e sob momentos de medo e tensão.

Após receber o chamado, o Corpo de Bombeiros desenvolveu técnicas de atuação em áreas colapsadas, efetuando um trabalho de análise e de escavações. Mais de 80 homens e mulheres, incluindo membros da Força Nacional de Segurança Pública, trabalharam em diversas frentes, sempre se revezando nas ações. O resultado desta dedicação foi o resgate de quatro pessoas, três delas com vida: pai, mãe e uma criança de oito anos. Um recém-nascido, que também estava soterrado, foi resgatado, mas não resistiu a tanto tempo sem água e em condições tão degradantes.

Dom José Vicente Távora

Ainda durante a solenidade, Ana Lúcia explicou aos presentes a escolha do nome da honraria. “Esta justa homenagem leva o nome de um homem de fé, que vivenciou plenamente o evangelho. Seja pregando, seja através de suas ações, ele sempre buscava humanizar a sociedade sergipana. Este homem é Dom José Vicente Távora: Um grande líder religioso, um grande lutador em defesa dos desvalidos e oprimidos da nossa sociedade, principalmente dos direitos humanos e de um estado verdadeiramente democrático, com liberdade e justiça social”, frisou a parlamentar.

Por: Ascom da deputada Ana Lúcia

Fotos: Maria Odília, da Agência Alese

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: