Cabo da PM de Sergipe atira na própria cabeça após acusação de estupro

Cabo-da-PM--Cb-da-Pm-comwete-suicio---suicidio--SLIDNo final da noite deste domingo, dia 02 de novembro, um fato chamou a atenção da população sergipana e chocou a corporação da Policia Militar de Sergipe (PM/SE). O policial Cabo da PM, Lunailson Santos da Silva, 40 anos. Tirou a sua própria vida com  um tiro na cabeça,  após ser acusado de ter estuprado uma senhora na zona rural do município sergipano de Simão Dias.

De acordo com informações da polícia, o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) 190, foi informado que havia um problema no povoado e que teria a necessidade da presença da polícia. A guarnição ao chegar ao local se deparou com o cabo Lunailson saindo de um matagal afobado e com suspeita de ter ingerido bebida alcoólica.

Ao ser abordado, se identificou como sendo cabo da PM e se dirigiu para próximo de seu veículo. Momentos depois, uma senhora teria saído também do mato em direção aos policiais gritando por socorro e informou que tinha sido estuprada.  Ao ver o cabo Lunailson encostado no veículo, apontou o mesmo como sendo o responsável pelo estupro.

Cabo-da-PM--Cb-da-Pm-comwete-suicio---suicidio-2A guarnição correu em direção ao policial para que ele explicasse, foi quando ele entrou no carro, se trancou e deu tiro de pistola na sua própria cabeça. O suicídio ocorreu no povoado Canafistula, dentro do veículo Corsa Sedam de cor branca pertencente ao cabo Lunailson. Enquanto a mulher, foi socorrida e encaminhada a Unidade de pronto Atendimento (UPA) do município de Simão Dias.

De acordo com uma fonte do site www.imprensa1.com.br, o policial suicida teria conhecido uma família nas últimas eleições e, nessa família havia uma adolescente de pouco mais de 15 anos. Que ele, o cabo Lunailson, com indícios de embriaguez teria ido a casa dessa família em busca da referida jovem, não a encontrando decidiu investir contra a senhora que não teve o seu nome revelado.

O serviço de investigação da Polícia Civil  vai ouvir a vítima e abrirá um processo a fim de esclarecer os fatos .

O policial natural de Penedo –AL, Lunailson Santos,  era lotado na Companhia de Policiamento Rodoviário de Sergipe  (CPRV/SE) no povoado  Colônia 13, pertencente ao município sergipano de Lagarto. O cabo era casado pela segunda vez e tinha dois filhos um de cada casamento.A qualquer momento, mais informações.

Cabo-da-PM--Cb-da-Pm-comwete-suicio---suicidio-4Por: Imprensa1.com.br

Fotos: Google, Grupo WhatssAp e Facebook.

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: