Câmara realiza Sessão sobre Reforma Protestante

sessão_reforma_protestante_Heribaldo_MartinsEm 159 anos de existência da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), nunca ocorreu uma Sessão Especial sobre a Reforma Protestante, iniciada pelo alemão Martinho Lutero em 31 de outubro de 1517. Mas 497 anos depois, o vereador Pastor Roberto Morais (SDD), através do Requerimento 687/2014, propôs a realização da solenidade nesta sexta-feira, 31/10. Na ocasião, pastores, evangelistas e cristãos em geral lotaram o Plenário da CMA para lembrar todas as mudanças religiosas, culturais, sociológicas e em diversos outros campos trazidas pela Reforma.

Antes disso, o público que prestigiou a cerimônia conferiu a uma exposição da bíblia manuscrita e de exemplares de diversas épocas e idiomas. “Quisemos enriquecer ainda mais o momento. A exposição nos mostra que a Palavra de Deus deve alcançar a todos, em todos os tempos e em todos os idiomas”, destacou o Pastor Roberto Morais. A exposição ocorreu graças a parceria com o Museu da Bíblia em Sergipe e Sociedade Bíblica do Brasil, seccional Sergipe.

Ao iniciar a Sessão, a cantora Roberta Arlieri entoou louvores e criou um clima propício ao momento de consciência de que Jesus é o Senhor e Salvador de todos os povos. Pastores como Arivaldo José dos Santos, presidente da Ordem dos Pastores Batistas da Convenção Nacional (Ormiban/SE); Antônio dos Santos, deputado estadual; Alfel Alves da Silveira, presidente da Sociedade Bíblica do Brasil; Wellington Santos, presidente do Museu da Bíblia em Sergipe; Marivaldo Queiroz; Jonas Bispo; Paulo Ferreira e Moisés Queiroz, assim como o professor universitário Uziel Santa, compuseram a mesa de trabalhos da CMA.

O pastor Paulo foi o primeiro a discursar e já questionou: “o que seria da humanidade se não fosse Lutero?”. De acordo com Paulo, Lutero sofreu muito e pagou o preço. “Por isso, desafio a todos a reavaliarem a fé, olhando para Jesus como autor e consumador da nossa fé. Não sempre ocupando com placa de igreja”, disse na tribuna da CMA.

Da mesma forma, o Pastor Wellington Santos também destacou o preço que foi pago para que a Palavra de Deus chegasse a todos. Engajado, ele afirmou que está trabalhando para que o evangelho cresça cada vez mais em Sergipe. “No ano que vem, 20 Câmara municipais realizarão sessões como essa, para revivar essa data”, informou.
Também na tribuna, o pastor Elfeu embaçou seu discurso em versículos bíblicos e disse que não se envergonha do evangelho porque é ele o poder de Deus para salvação. “Martinho Lutero com certeza descobriu, em 2 Timóteo, que toda a escritura é inspirada por Deus. Não podemos nos envergonhar desse evangelho, temos que anunciar a Palavra para essa sociedade que está precisando de uma reforma”, constatou Alfeu.
O jurista e professor Uziel Santana, um dos últimos a fazer uso da palavra durante Sessão que contou com a participação de outros dois vereadores da Casa, Emmanuel Nascimento (PT) e Lucas Aribé (PSB), contextualizou toda  a Reforma e falou sobre o direito da liberdade de expressão.
Para o vereador Pastor Roberto Morais a Sessão representou um momento histórico para todos os cristãos sergipanos. “A faremos enquanto eu estiver nesta Casa Legislativa. A Reforma trouxe enormes mudanças para a vida de todos, sobretudo, para aqueles que buscam a Deus”, declarou o parlamentar.
Por Gilmara Moura – Assessoria do parlamentar
Foto: Heribaldo Martins
Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: