Ciganos envolvidos na morte dos policiais de Sergipe morrem em confronto

Seis pessoas também foram presas

No final da tarde dessa quinta-feira, dia 17, cinco pessoas de origem cigana morreram em confronto com a polícia de Sergipe entre os municípios de Umbaúba e Cristinápolis. Elas eram suspeitas de terem participado do assassinato dos policiais civis, Marcos Luis Morais “Talimã” e Fábio Alessandro Pereira Lopes, no final da manhã, no Povoado Barrinha em Umbaúba.

Dos cinco que entraram em confronto com as equipes policiais, três foram identificados: Alonso de Oliveira, 51 anos; Marcone da Gama Oliveira;  e Rui de Oliveira, 46 e outros três, permanecem no Instituto de Medicina Legal de Sergipe (IML/SE) sem identificação.

De acordo com informações preliminares, os policiais tinham ido entregar intimações aos ciganos depois de denúncias de furtos na região e ao chegarem próximos à residência, foram recibos à bala. Marcos Luis e Fabio Alessandro não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

Em uma ação rápida, os policiais civis da Bahia coordenados pelo delegado Jobson e os militares da 7ª CIPM LT,  conseguiram deter as margens da BR 101, no município baiano de Rio Real, oito pessoas também de origem cigana: quatro homens, duas mulheres e dois adolescentes. Todas foram encaminhadas para delegacia. Vale ressaltar, que uma das mulheres estava com uma arma de fogo.

Depois de alguns levantamentos das polícias de Sergipe e Bahia foi dada voz de prisão aos suspeitos: Sérgio Cordeiro de Oliveira, 36 anos; Gilmar Cordeiro Oliveira, 37; Dalvan de Oliveira, 31; Antônio Marcos de Oliveira, 42; Roberta Gama de Oliveira; 29; e Sueli Cordeiro, 49.

A operação foi desencadeada pela Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) através da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Polícia Militar de Sergipe e com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e SSP da Bahia através dos policiais militares e civis lotados em Rio Real.

Na operação, além das prisões, foram apreendidos: uma pistola .40 PT 100, ABJ906340 (Apreendida em poder de Dalvan de Oliveira e de propriedade de Rui); um revólver 38 Rossi, J258154 (apreendida em poder de Dalvan de Oliveira e de propriedade de Rui); uma pistola 380, Taurus, KSC 24611 (apreendida em poder de Sueli Cordeiro). As três armas de fogo estão sendo periciadas para verificar se foram utilizadas no crime.

Além dessas, também foram encontrados um revólver 38 Taurus, 0A188755 (apreendido em poder de Roberta Gama de Oliveira); dois revólveres calibre .38, apreendidos em poder de Alonso de Oliveira e Marcony da Gama Oliveira; uma espingarda calibre 12, 362186 (apreendida em poder de Sueli Cordeiro); e uma garrucha (apreendida em poder de Sueli Cordeiro). O grupo também estava em posse de dois veículos, um VW Polo, placa IAB-8G09 e um Fiat Uno, placa OEM-5F48.

As buscas continuam para encontrar outros envolvidos nas mortes dos policiais, entre eles está sendo procurado, Adenilton Oliveira Mota, 29 anos. Informações e denúncias sobre o grupo criminoso podem ser repassadas através do Disque-Denúncia (181). O sigilo é garantido

Por: Portal Imprensa1

Fonte: SSP/SE, Fonte do Imprensa1 e PM da Bahia.

Fotos: Fonte Imprensa1, SSP/SE e Redes Sociais.

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...