Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Conselheiro Flávio Conceição é empossado na presidência do TCE/SE

Foto: TCE/SE

Em sessão solene realizada nesta sexta-feira, 10, no plenário do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), o conselheiro Flávio Conceição de Oliveira Neto foi empossado como presidente do órgão para o biênio 2022-2023. Na ocasião, também foram empossados os demais membros da nova Mesa Diretora, composta ainda pelos conselheiros Ulices Andrade e Angélica Guimarães, vice-presidente e corregedora-geral, respectivamente.

Conforme o presidente empossado, o trabalho desempenhado pela Corte de Contas ao longo dos próximos dois anos terá como pilares a legalidade e a moralidade. “O Tribunal de Contas seguirá atuando de forma plena, com o objetivo de assegurar a correta destinação dos recursos públicos em benefício da sociedade”, afirmou o conselheiro Flávio Conceição.

Segundo ele, outro compromisso da sua gestão estará na atuação pedagógica junto aos jurisdicionados, “com a finalidade de assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos em benefício da sociedade”.

Flávio destacou ainda o desempenho do atual conselheiro presidente, Luiz Augusto Ribeiro, que esteve à frente do órgão durante toda a pandemia. “Desde já, assumo o compromisso de buscar ser tão exitoso quanto ele e de continuar trabalhando pela preservação dos mais de 50 anos de história desta Casa, elevando ainda mais a importância do TCE, com efetivo acompanhamento, transparência e celeridade”, pontuou.

Ao discursar em nome do colegiado, o conselheiro Carlos Pinna, decano da Casa, externou votos de uma gestão exitosa aos novos dirigentes do Tribunal e ressaltou como maior desafio imediato “a necessidade de reorganização decorrente da excepcionalidade operada na pandemia, já agora exigente de atividades normais, com a volta completa a afazeres antes virtualizados por efeito das regras internas e externas com as quais enfrentamos e estamos vencendo a crise sanitária mundial”.

Representante do Ministério Público de Contas (MPC), o procurador-geral João Augusto Bandeira de Mello salientou a confiança de que o trabalho realizado ao longo dos anos pelo Tribunal de Contas será continuado e incrementado, “especialmente, em pontos essenciais, como o trabalho com a transparência de todos os entes públicos dos municípios, mas também todos os órgãos e entidades públicos”.

A solenidade foi prestigiada por diversas autoridades representantes dos três poderes, a exemplo do governador Belivaldo Chagas, do presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), desembargador Edson Ulisses de Melo, e do presidente da Assembleia Legislativa (Alese), deputado Luciano Bispo.

Para o procurador-geral do Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE/SE), Manoel Cabral Machado Neto, uma nova gestão do Tribunal de Contas significa também uma renovação de projetos, de atuação e de metas, sempre em uma relação de parceria com o parquet estadual. “O Tribunal de Contas, por missão constitucional, deve fazer a fiscalização das contas públicas, da aplicação dos recursos públicos, então, tem uma atuação muito próxima daquilo que o Ministério Público realiza, que é defender o patrimônio público, as causas sociais”, comentou.

Fonte: TCE/SE

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...