Defensores Públicos apresentam diagnóstico do Sistema Prisional de Sergipe ao Relator da ONU

ONU-DEFENSORIA-DEFENSORES DE SERGIPE - VISITA DA ONU EM SERGIPE -01O defensor público geral, Jesus Jairo Almeida de Lacerda recebeu na segunda-feira, 10, no Auditório Rubens Murilo Machado, na Central de Atendimento Defensora Diva Costa Lima, o Relator Especial sobre Tortura e Outros Tratamentos ou Penas Cruéis, Desumanos ou Degradantes do Conselho de Direitos Humanos (CDH) da Organização das Nações Unidas (ONU), Juan Ernesto Méndez.

Durante a reunião, que contou com a presença do membro do Conselho Superior, Leó Neto; da corregedora geral Andreza Tavares e dos defensores públicos e integrantes dos Núcleos, Miguel Cerqueira (Direitos Humanos), Ermelino Costa (Inquéritos Policiais e Flagrantes Delito), Fabrício Sabino (Criança e Adolescente), Janara Pereira (Defesa da Mulher) e  Anderson Amorim (Execuções Penais), foi exposto todo o diagnóstico da situação das unidades prisionais e socioeducativas de Sergipe como superlotação, revista vexatória, condições físicas, audiências de custódia, transporte de presos, condições das mulheres no presídio feminino em especial o contato com os filhos, tratamento psiquiátrico, entre outros.

ONU-DEFENSORIA-DEFENSORES DE SERGIPE - VISITA DA ONU EM SERGIPE -00Atento às palavras dos defensores públicos e anotando tudo em seu livro, o relator Juan Eernesto disse que todas as informações serão levadas ao relatório. “Tudo o que foi exposto  é muito interessante e com certeza colocaremos no relatório. Nutrimos um grande respeito pelo trabalho da Defensoria Pública e pelo que os  defensores públicos fazem. Estou há um ano como relator e sempre procuramos fazer uma visita de seguimento e acompanhamento após o relatório. Voltaremos aos mesmos locais e esperamos ter contato com os defensores públicos”, pontuou.

“Receber o Relator da ONU e poder passar a situação do sistema prisional, destacando o esforço e atuação da Defensoria Pública por meio das ações civis públicas foi muito importante. Os coordenadores dos núcleos puderam expor todo o diagnóstico e foram ouvidos com muita atenção pelos representantes da ONU”, disse o defensor público geral, Jesus Jairo Lacerda.

Reprodução: www.imprensa1.com.br

Por: Débora Matos

Assessora de Comunicação

Defensoria Pública do Estado de Sergipe

8878.9355

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: