Deputado Gilson Andrade lamenta situação da saúde e segurança em Sergipe

DEP-GILSON-ANDRADE-GILSON-DEPUTADO-GILSON-DR-GILSON-ALEm seu primeiro pronunciamento na Assembleia Legislativa durante este ano, realizado na sessão desta terça-feira, dia 24, o deputado Gilson Andrade (PTC) parabenizou os colegas eleitos e reeleitos para 18ª Legislatura e desejou boa sorte aos integrantes da Mesa Diretora para o biênio 2015/2016, em nome do presidente Luciano Bispo (PMDB).

O parlamentar também registrou o crescimento da bancada de seu partido na Assembleia, segundo ele o que mais cresceu proporcionalmente na última eleição. “Na legislatura anterior tinha apenas eu e agora somos três, com a chegada dos deputados Dr. Vanderbal Marinho e Georgeo Passos. Que possamos trabalhar muito para o povo de nosso Estado, todos que nos elegeram”, declarou.

Durante seu discurso, o deputado Gilson Andrade analisou as áreas da saúde e segurança pública explanadas pelo governador Jackson Barreto na sessão de ontem, quando apresentou a mensagem governamental, e fez alguns questionamentos. Segundo o parlamentar, o relatório entregue pelo governador está muito bonito e bem elaborado, no entanto ele questionou as informações referentes à rede de atenção de urgência e emergência.

O deputado destacou que, segundo o documento entregue, houve um aumento do número de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), sendo 234, dos quais 224 na rede pública e filantrópica. “Mas aqui faço alguns questionamentos. Realmente esse governo construiu muito na área da saúde. Agora, desses leitos que aqui estão ditos seis estão no Hospital da Polícia Militar que este governo fechou esses leitos. Dez estão no Hospital de Estância, que foram construídos, mas nunca funcionaram”, disse.

Gilson Andrade ressaltou que exemplificava esses casos para mostrar que o apresentado não corresponde verdadeiramente ao que a população vivencia. “O que a população vivencia é que, apesar do aumento do número de leitos de UTI no Hospital João Alves, ainda sofre bastante quando necessita de um leito de UTI em nosso estado”, ressaltou.

Hospital do Câncer

Sobre o Hospital do Câncer, tão sonhado, discutido usado politicamente, o deputado Gilson Andrade disse que, embora no ano passado em algumas inserções em nossas televisões o governo do Estado colocava como se já estivesse construído, no relatório apresentado ontem pelo governador aponta que somente 60% do serviço de terraplanagem foi concluído. “No final de 2013, estando nesta Casa a secretária de Estado da Saúde, na Comissão de Saúde, já dizia que os trabalhos de terraplanagem já tinham iniciado, mas até agora só tem 60%, o que a gente lamenta”, disse.

Ele disse que imaginava que no relatório constasse algo que viesse a acalentar os pacientes que estão em tratamento oncológico, algumas ações, segundo ele, para ontem. Um exemplo citado foi quanto à radioterapia, uma vez que Sergipe só dispõe de dois aparelhos, um no Hospital de Cirurgia e outro no Hospital João Alves Filho. “E nada de novo está contido nesse relatório de atividade para que possa amenizar e dar esperança aos pacientes que estão esperando para fazer radioterapia. É lamentável essa lentidão e essa demora”, completou.

O deputado Gilson Andrade falou também sobre as dificuldades na assistência pré-natal e às parturientes no Estado, quando muitas vezes as gestantes têm que sair do interior passando por vários municípios, chegando até a capital, para ter acesso a um leito obstétrico. “É isso que a gente vê no dia a dia em nosso Estado. Paciente que sai algumas vezes de Tomar do Geru, passa por Estância, vem para a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, que está abarrotada, e nada se resolveu e nada se resolve”, afirmou.

O parlamentar lamentou a falta de leitos de psiquiatria para os pacientes que em surto necessitam de internação. Segundo ele, o governo do Estado vem dizendo que os Hospitais Regionais vão ter esses leitos, mas nada de concreto está definido. “Essa demanda cada vez mais cresce e, infelizmente, nossos pacientes psiquiátricos continuam a sofrer quando surtam e precisam de um internamento nessa área”.

Sobre o Hospital João Alves, Gilson Andrade disse que esse está cada vez mais superlotado, porque os hospitais que foram construídos e reformados não atendem a população. “Essa é a grande verdade. E o governo do Estado dá a impressão de que tudo está sanado”, disse. O deputado acrescentou que acredita no trabalho e dinamismo do novo secretário da Saúde e espera que ele possa, de uma vez por todas, sanar todos os problemas que são graves e urgentes na saúde.

Segurança

Na tribuna da Assembleia, o deputado Gilson Andrade também destacou a questão da Segurança Pública. Ele lamentou que em apenas um dia Sergipe, o menor Estado da Federação, tenha registrado 12 assassinatos. “Em um dia comum, numa segunda-feira. Esta Casa precisa discutir com muita coragem e firmeza essa questão que é grave. Doze pessoas assassinadas por dia num pequeno Estado, isso é lamentável”, frisou.

Gilson registrou que a delegacia do município de Estância está fechada aos finais de semana e se a população da região precisar registrar uma ocorrência tem que se deslocar até a cidade de Lagarto.

Por: Ascom da Alese

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: