Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Dia Mundial de Prevenção do Afogamento busca alertar sobre riscos

Foto: Joel Luiz/Alese

O afogamento é a segunda maior causa de mortalidade em pessoas com idades de cinco a 14 anos no país, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Este 25 de julho é o Dia Mundial de Prevenção do Afogamento e busca fazer com que os acidentes evitáveis não aconteçam.

No estado, é obrigatória a presença de guarda-vidas na área das piscinas localizadas nos hotéis, clubes sociais e esportivos, estabelecimentos escolares públicos e privados e nas academias de esportes e ginásticas, por todo tempo de funcionamento. É o que determina a Lei Nº 4.699, de 23 de dezembro de 2002. O não cumprimento pode acarretar multa mil a seis mil Unidade Fiscal de Referência (UFIR). A lei ainda diz que compete ao Corpo de Bombeiros, o controle e a fiscalização das piscinas de uso coletivo.

Em Sergipe, até hoje, 25 de julho, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBM/SE) já registrou 13 óbitos por afogamento, todos do sexo masculino. As vítimas têm entre 13 a 30 anos de idade.

Mas é possível que exista uma subnotificação neste dado. “Estes números podem ser ainda maiores, já que nem todo afogamento é comunicado ao CBM/SE”, falou o assessor de comunicação do Corpo de Bombeiros, coronel Jairo Cruz.

Os acidentes podem acontecer por diversos motivos e boa parte deles pode ser evitada. As principais dicas do Corpo de Bombeiros são evitar ingestão de bebidas alcoólicas durante o banho em rios, mar e piscinas, além de sempre prestar atenção nas crianças.

Coronel Jairo Cruz ainda disse que é importante não se colocar em risco para realizar salvamentos. É preciso tomar cuidado para não se tornar mais uma vítima quando vê alguém se afogando. “Se você não tem o treinamento devido para o salvamento, o ideal é lançar em direção a vítima, algo que possa flutuar na água, como por exemplo: boias e caixas de isopor”, alertou.

De acordo com estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos, cerca de 236 mil pessoas morrem afogadas ao redor do planeta.

Cuidados na Praia/Dicas de Segurança – Por CBM/SE

1- Nade apenas em áreas supervisionadas por Guarda Vidas.

2 – Nunca nade sozinho.

3 – Consulte o Guarda Vidas para saber as condições para o banho e para o surf antes de entrar na água.

4 – Informe qualquer irregularidade observada ao Guarda Vidas.

5 – Se for pego por uma corrente, nada diagonalmente a ela até conseguir escapar.

6 – Chame por socorros ou faça sinais se não conseguir sair da corrente.

7 – Nunca finja ter necessidade de socorro.

8 – Não substitua sua falta de conhecimento em natação por objetos flutuantes.

9 – Não leve objetos quebráveis para a praia e, se encontrá-los, coloque-os nas cestas de lixo.

10 – Não mergulhe em águas desconhecidas ou quebrando raso.

11 – Não superestime sua capacidade de nadar saindo para longe, a não ser que o percurso seja paralelo à praia e de fácil socorro.

12 – Observe sempre o movimento das crianças, mesmo quando o Guarda Vidas estiver perto.

13 – Não nade perto do píer ou estacas.

14 – Evite ingerir bebidas alcoólicas ou alimentos pesados antes e durante o banho de mar.

15 – Não jogue areia nos outros nem participe de brincadeiras agressivas.

16 – Evite qualquer forma de vida marinha desconhecida ou agressiva.

17 – Fale com o Guarda Vidas apenas o indispensável, para não distrair sua atenção.

18 – Respeite o julgamento e a experiência de um Guarda Vidas treinado, seguindo suas instruções e não interferindo em seu trabalho.

19 – Ao encontrar crianças perdidas na praia, conduza-as ao posto de atendimento mais próximo.

20 – Não deixe que sua audácia sobreponha sua perícia.

Por: Wênia Bandeira/Ascom

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...