Dilma cita segundo mandato pela primeira vez

0

 

11186596

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Há pouco mais de seis meses no cargo, a presidente Dilma Rousseff fez menção na terça-feira (5), pela primeira vez, a um eventual segundo mandato.

A declaração ocorreu em sua chegada ao aeroporto de Porto Velho, quando foi questionada por um repórter de uma rádio local.

O jornalista perguntou à presidente se a população local poderia sonhar com um trecho de ferrovia projetado para ligar Porto Velho à cidade de Vilhena, também em Rondônia. A obra está incluída no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), um dos principais programas do governo federal.

Dilma respondeu: “Você pode sonhar. Agora, eu não vou ser demagógica de te dizer que sai amanhã. Não sai, porque nós ainda…” O repórter de rádio a interrompeu e disse: “Segundo mandato…”.

“… Estamos fazendo [a primeira parte do trecho da ferrovia, que vai de] Uruaçu [a Lucas do Rio Verde]… se tiver segundo mandato… [No momento], nós estamos fazendo Uruaçu-Lucas do Rio Verde”, continuou a presidente.

Durante a campanha presidencial, em 2010, a oposição ao governo chegou a insinuar que a então candidata Dilma exerceria apenas um mandato. A intenção seria abrir caminho para o retorno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se lançaria candidato para um terceiro mandato presidencial.

Durante a visita a Rondônia, a presidente voltou a defender a construção de hidrelétricas no país. Ela participou de cerimônia que marcou o início do desvio do rio Madeira, etapa para construção da usina hidrelétrica de Santo Antônio.

No evento, a presidente disse que o ex-presidente Lula “merecia” estar presente.

“O presidente Lula, de fato, lutou diariamente para ver a volta dos investimentos em energia hidrelétrica no Brasil, para ver o aproveitamento do rio Madeira nas usinas de Santo Antônio e Jirau”, declarou.

De acordo com Dilma, a ausência do ex-presidente “é guardada no coração” e, por isso, “ele está também muito presente”.

Em outro evento, a presidente assinou decreto para transferir servidores do antigo território federal de Rondônia –que virou Estado apenas em 1982– para os quadros da União.

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Fonte: FOLHA.COM KÁTIA BRASIL ENVIADA ESPECIAL A PORTO VELHO (RO)

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: