Eduardo Amorim participa de sessão extraordinária na CMA sobre o Hospital do Câncer

DSC_0158A sessão da manhã desta terça-feira, 31, na Câmara Municipal de Aracaju foi peculiar. Denominada pelo presidente da casa como “Sessão Extraordinária Especial” senador Eduardo Amorim (PSC/SE)

que foi convidado pelo vereador Jailton Santana (PSC), explanou sobre a mobilização social que arrecada assinaturas para construção do Hospital do Câncer em Sergipe, a Caravana ‘Unidos pela Vida’

Ao apresentar dados que comprovam a necessidade da implantação de um centro especializado para a oncologia no Estado, Eduardo salientou que essa campanha está sendo feita com o apoio de toda a população sergipana. “Segundo o Instituto Nacional de Câncer, no nosso Estado há uma estimativa de, ainda neste ano, mais de 4mil novos casos notificados. Foi por perceber essa necessidade, que foi criada essa mobilização para esse projeto que trará vida”, conta.

Ao demonstrar apoio a causa, a vereadora Miriam Ribeiro (PSDB) revela que fica aborrecida ao ouvir mensagens negativas sobre a implantação do HC. “Acho uma estupidez quando ouço que essa campanha é de cunho político. Nessa hora a gente tem que olhar para os pacientes e para os profissionais que trabalham sem condições. Temos que pensar que com o Hospital do Câncer o atendimento será melhorado e muitas vidas serão salvas”, conta.

O Senador informa que essa mobilização serve para alertar a todos sobre a realidade do Centro de Oncologia, mas que ele não está desmerecendo o trabalho já realizado no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE). “O que a enfermeira Rute Andrade faz no HUSE é maravilhoso. Ali trabalham pessoas abnegadas. Mas agora aquele lugar não suporta a demanda. Não estou aqui para acusar nenhum governo ou para me vangloriar. Essa emenda de bancada é de todos os parlamentares sergipanos e será reforçada com o apoio da população que assinou a lista”, ressalta.

JailtonO autor do requerimento conta que em sua família já houve casos de câncer, e todos foram a óbito. “Tive dois parentes que a doença foi muito grave e eles morreram. Infelizmente muitos pacientes não conseguem um tratamento rápido e não resistem. Me somo a essa campanha por entender que no nosso Estado há uma necessidade e por saber o sofrimento que o paciente e os familiares passam durante o tratamento”, reforça Jailton Santana.

A coordenadora do Centro de Oncologia, a enfermeira Rute Andrade, também participou da sessão. Ela se mostra solidária a campanha. “Todos nós sonhamos com esse hospital. O câncer é uma doença que dói o corpo e a alma. Destrói a auto-estima, pois o paciente se vê mudado. Ele é mutilado física e psicologicamente. A luta pelo hospital específico para tratamento do câncer está em ritmo acelerado e enquanto esse hospital não vem a nossa rotina lá na oncologia continua. Estamos lutando para que a dor do paciente se amenize a cada dia”, fala.

Os vereadores Valdir dos Santos (PT do B), Morito Matos (PDT), Karla Trindade (PC do B), pastor Jony Marcos (PRB), Danilo Segundo (PSB), Bertulino Menezes (PSB), Emanuel Messias (PRP), Simone Góis (PT), Dr. Gonzaga (PMDB), Emmanuel Nascimento (PT), e Juvêncio Oliveira (DEM), confirmaram o apoio a luta pelo benefício da população sergipana.DSC_0259

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:Assessoria Parlamentar

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...