“Eu era apaixonada pela profissão”, diz professora que ficou famosa na internet

5

amanda-gurgel-g5-20110521Foto: Julia Chequer/R7.com

Fonte: Renan Truffi, do R7.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A professora do Rio Grande do Norte que inspirou quase 1 milhão de internautas com um desabafo sobre a educação está contaminada pela ineficiência do ensino público. 

Antes apaixonada pela carreira, agora Amanda Gurgel fica pensativa quando questionada sobre o que sente pela profissão.

A professora de 29 anos ficou famosa, depois que um vídeo em que aparece criticando políticos na Assembleia Legislativa do Rio Grande teve cerca de 800 mil acessos.

Amanda Gurgel: 

– Eu acho que eu era [apaixonada pela carreira de professora]. Tive um sonho que foi desconstruído. Quando entrei na universidade, eu imaginava que ser professor era uma coisa, mas na prática era outra.

  – Quando entrei para a profissão, na segunda semana sabia o nome de todos os alunos. Mas, teve uma época em que tive de cuidar de cinco turmas. Eram uns 700 alunos. Eu tinha vergonha porque não sabia o nome deles. Com o tempo, você vai se sentindo medíocre. Você não se lembra o nome do aluno e, por consequência, não consegue associar ao nível de desenvolvimento dele. Acaba que estamos ali em uma atividade meramente burocrática mesmo. 


Por causa desta situação, Amanda Gurgel teve de se afastar da carreira. Ela teve depressão em 2008 e tirou licença médica.

Hoje, está em readaptação de função e trabalha no laboratório de informática e na biblioteca de uma escola do seu Estado.

Mas, a doença só ajudou a professora a entender os problemas que impendem o desenvolvimento do ensino no país. Ela culpa a falta de valorização do profissional pela fraca educação brasileira.

– O governo só quer manter o aluno na sala de aula. A escola é hoje um depósito de crianças. De modo geral, professor não tem tempo de estudar, não tem tempo para ler. A realidade é essa.

Apesar de todos os problemas pelos quais passou a professora Amanda ainda se mostra esperançosa. Ela nega que possa fazer algo sozinha, mas acredita que o sucesso do vídeo pode incentivar a categoria e os brasileiros a protestaram por melhorias na educação.

– Eu não me vejo como heroína, mas é inegavel que esse é um momento inédito a partir da repercussão [do vídeo]. Eu acredito que se conseguirmos transformar isso em ação podemos pressionar os governos.


Veja o vídeo da professora Amanda Gurgel

http://www.youtube.com/watch?v=aC3u_hxa4JQ&feature=grec_index


Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: