Ex-deputado Mundinho e mais duas pessoas são presas por desvio de verbas de subvenções

IMG-20150729-WA0006Uma operação policial desencadeada na manhã desta quarta-feira, dia 29, pela polícia civil de Sergipe através da Delegacia da Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), movimentou a imprensa sergipana por resultar na prisão do ex-deputado estadual, Raimundo Lima Vieira, carinhosamente chamado de “Mundinho da Comase”, Augifranco Patrick de Vasconcelos e o seu irmão, Ygor Henrique Batista de Vasconcelos.

Todos os três acusados de terem participado do desvio de verba de subvenção da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), que deveria ser destinadas para a Associação “ALA JOVEM” do município sergipano de Lagarto.

O ex-deputado Mundinho foi preso em sua residência localizada na Avenida Hermes Fontes, zona sul de Aracaju e no mesmo horário, os irmãos Ygor Henrique e Augifranco Patrick foram presos no município de Lagarto, que segundo a delegada Daniele Garcia, as preventivas dos acusados foram expedidas pelo juiz do município de Lagarto.

DEL-DELEGADA DANIELE GARCIA-SSP-DEOTAPA delegada explicou a imprensa que todo o processo de investigação começou em 2013, quando o Ministério Público Estadual (MPE) teria instaurado inquérito de improbidade administrativa da referida entidade que tem como presidente o professor, Algifranco Patrick.

A justiça tinha descoberto que o mesmo fazia movimentações bancárias milionárias, incompatíveis com o seu salário de professor, chegando aproximadamente a R$ 3 milhões de Reais. Além da Associação “Ala Jovem”, o professor movimentava outras associações de cidades sergipanas.

No processo, consta que o ex-deputado, Raimundo Vieira destinou recursos financeiros da verba de subvenção para a associação e depois, boa parte do dinheiro havia retornado para ele e pequeno percentual para os colaboradores do esquema de desvio de verbas públicas.

Screenshot_2015-07-29-08-25-39Já o Ygor Henrique, tinha o papel de simular contratos entre a empresa cujo ele é sócio “MP10 “ e a Associação Ala Jovem, responsável em passar quase 90% do recurso recebido da Alese para a referida Associação.

Os três acusados permanecerão presos até esta quinta-feira, dia 30, na Delegacia Plantonista da Rua Laranjeiras, centro comercial de Aracaju, onde irão prestar depoimentos ao Ministério Público de Sergipe se valendo do beneficio da delação premiada, para depois, o Tribunal de Justiça (TJ/SE), possa se manifestar sobre as solturas ou não dos acusados.

Vale lembrar, que ex-deputado não possui foro privilegiado por não possuir mandato.

Fotos: Imprensa1, Faro Fino  e Grupos de Whatsap

Por: www.imprensa1.com.br

O presidente da Ala Jovem e professor, Algifranco Patrick.

presidente -professor-Algifranco Patrick- ALA JOVEM-

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: