EXCLUSIVO: Homem que matou a cunhada em Moita Bonita e tentou matar a companheira após ser preso em São Paulo, chega a Sergipe.

Chegou no final da tarde dessa quarta-feira, dia 13,  no Aeroporto de Aracaju  escoltado por policiais civis de Sergipe, lotados na Delegacia Regional de Moita Bonita, Junio Marcos Mendonça Santana, de 26 anos, suspeito de assassinar à tiros a sua cunhada, Bianca Cristina e tentar matar a sua companheira, Tereza Crisitina, no dia 27 de outubro de 2016.

De acordo com as primeiras informações, Junio Marcos e Tereza Cristina tinham discutido no final da manhã e ele tinha saído de casa e ela foi se encontrar com a irmã, Bianca Cristina em uma casa lotérica. Mas, foi no final da tarde que a confusão entre dois, ganhou proporção.

Junio, tinha sido expulso da casa onde morava com Tereza. Ela estava revoltada com agressões verbais e físicas que vinha sofrendo e começou a quebrar algumas coisas do casal. Tereza gritava a todo instante que não mais, o queria. Foi quando Junio Marcos, retornou armado para casa da companheira localizada na  Rua Itabaiana no centro comercial de Moita Bonita. Com um caminhão e acompanhado de seu pai, ele disse que ia levar tudo.

Mais uma discursão aconteceu entre o casal e ele começou a atirar contra Tereza Cristina, que foi atingida nas pernas e se arrastando conseguiu subir  as escadas chegando a se esconder no banheiro da casa. A irmã dela, Bianca Cristina  para socorrer Tereza, se atracou com o cunhado que efetuou outros disparos, atingindo fatalmente Bianca, que morreu na porta de casa . Enquanto Junio e o pai, fugiram do local.

A delegada de polícia, Clarissa Lobo  que responde pelas delegacias de Malhador e Moita Bonita,  com apoio e trabalho de sua equipe realizou um extenso e intenso trabalho investigativo e o suspeito foi localizado em São Paulo, onde a polícia paulista deu voz de prisão no início deste ano.

Depois dos trâmites necessários, o suspeito chegou transferido de São Paulo para Sergipe escoltado pela equipe da delegada Clarissa. No aeroporto de Aracaju, Junio Marcos em poucas palavras disse ao repórter  Marco Couto do Cidade Alerta Sergipe, que não teria nada a falar e ia aguardar a justiça. Quando questionado sobre a motivação do crime e o que dizer em uma situação tão difícil, ele mais uma vez repetiu “pra mim não é difícil e não tenho nada falar. Eu não tenho nada a falar com o senhor “, concluiu.

Do aeroporto ele foi encaminhado para 1ª delegacia  no Conjunto Leite Neto , zona sul de Aracaju. Já a ex-companheira que sobreviveu a tentativa de homicídio, vive com traumas psicológicos, sequelas pelo corpo decorrente dos tiros que levou. Tereza Cristina permanece longe da cidade onde aconteceu o fato e acompanha tudo ainda temerosa com o que pode acontecer  com ela se esse homem sair da cadeia.

Fotos: www;impremsa1.com e TV ATALAIA CANAL 8 / CIDADE ALERTA

 

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: