Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Fábio Meireles lamenta situação de despejo dos moradores do Japãozinho

Foto: Gilton Rosas

O vereador Fábio Meireles (PSC) utilizou o Grande Expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) na manhã desta terça-feira, 13, para lamentar a situação dos 210 moradores da rua Eduardo Bonfim, no bairro Japãozinho, que receberam notificação do Ministério Público Federal (MPF) para desapropriação dessa área. Com isso, cerca de 50 casas serão demolidas por conta de um mangue que passa na rua atrás dessas moradias.

O parlamentar relatou que já passou por essa mesma situação, quando também recebeu notificação de desapropriação no Jardim Bahia, no bairro Soledade. “Já vivi isso há 10 anos, no Jardim Bahia, na Soledade. Só eu sei a sensação de despejo, insegurança e dor. Realmente é muito difícil essa situação. Os moradores, depois de tanta dificuldade para construírem suas moradias, vem o MPF e dá uma decisão dessas. Que possamos respeitar a vida e os moradores da periferia, os pais e mães de família dessa região”, clama.

Fábio também questiona a real aplicabilidade dessa desapropriação e parabeniza a postura da Câmara de Aracaju, que está apoiando a luta desses moradores. “O mangue não vai voltar. Aquelas pessoas não estão dormindo bem e a saúde está sendo afetada por conta de uma visão distorcida do MPF. Eu queria ver essa ação no Shopping Riomar ou no Garcia, que foram construídos em cima do mangue. A Câmara, que muitas vezes é colocada como se não defendesse a população, está pegando junto nessa questão, como em tantas outras anteriores a essa. A população precisa acompanhar nosso trabalho. O que nos couber, estaremos juntos, independentemente de bandeira partidária. Eu respeito muito o meio ambiente, mas o que é o meio ambiente sem as pessoas? A prefeitura é parte para lutar junto com os moradores nessa questão e fico feliz que esta câmara continua solícita, parceira e sonhando o mesmo sonho dessa gente”, finalizou.

APARTES

Nos apartes ao discurso de Fábio Meireles, o vereador Professor Bittencourt (PDT) parabenizou o colega e destacou o sentimento de empatia que Fábio demonstra ter por ter passado pela mesma situação. “O clima de insegurança paira nessa comunidade e Fábio tem propriedade para falar sobre o assunto”, disse.

Já Soneca (PSD), que também disse que já passou por situação semelhante, clamou por justiça por esses moradores. “Fico muito triste e com coração apertado. Quando eu invadi um terreno e construí a minha casa, chegou um carro do MP e a sensação era de dor de barriga, horrível… a sensação de despejo é triste. Sentia-me mal direto. Você construir e alguém chegar e dizer que você vai sair, que acabou. Quero parabenizar vossa excelência, que também é da periferia e já passou por essa situação, assim como eu. Estaremos juntos nessa luta. Precisamos fazer justiça. Se quer fazer justiça, comece pelos ricos”, avaliou.

Por: Agência Câmara Aracaju

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...