Falta de alimentos em Hospital de Urgência de Sergipe é tema de audiência emergencial no MP

preparaçao-de-alimentosDepois de algumas denúncias veiculadas na imprensa de Sergipe na última sexta-feira, dia 11, contra a empresa terceirizada “DALL Alimentos e Serviços”, que a mesma não estaria preparando e fornecendo alimentos para pacientes, acompanhantes e trablhadores no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE).

O Ministério Público Estadual (MPE) convocou uma “ Audiência Emergencial”, a fim de apurar os fatos e evitar futuros problemas semelhantes. O MP também prende saber a atual situação dos funcionários da DALL, que estavam sem receber os seus salários de dezembro de 2012

A audiência está marcada para as 9h da manhã desta segunda-feira, dia 14, na sede MPE com representantes do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), Secretaria de Estado da Saúde (SES), Fundação Hospitalar de Sergipe (FHS), DALL Alimentos e Seviços (DALL) e com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Bares, Restaurantes (Sindihotre).

 

De acordo a Promotora de Justiça Euza Missano, o MP esteve no HUSE na última sexta-feira, sem presença da vigilância Sanitária checando os fatos e ouvindo funcionários que estavam em greve por falta de pagamento do salário do mês de dezembro e que reclamavam também, da falta de climatização adequada para preparação dos alimentos.

 

dallSobre os 300 funcionários que ficaram sem receber o salário de dezembro e a falta de verduras, temperos e frutas para preparar as refeições, e Enteral (utilizada exclusiva ou parcialmente para substituir ou complementar a alimentação oral em pacientes desnutridos através de sonda), o site Imprensa1 tentou ouvir a empresa DALL através de um dos seus diretores, o senhor Ivan Winter (diretor financeiro ), o qual se negou a prestar esclarecimentos no momento “ Só quem fala sobre isso é o presidente da DALL, sobre pagamento não tem mais pendências e alimentação já foi regulrizada”, relata Ivan Winter .

 

Nota da FHS ( em 11/01/2013)

 

A Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) esclarece que o serviço já foi normalizado. A diretoria estranha os motivos da paralisação dos funcionários e do fornecimento da alimentação pela empresa DALL, que executa serviços no HUSE.

 

O passivo que existia junto à empresa já foi negociado e resolvido ainda no ano passado. O diretor administrativo e financeiro da FHS, Mário Ferreira, destaca que a FHS vem cumprindo com tudo o que foi acordado e que até o valor residual referente ao mês de dezembro já foi pago.

 

“Reafirmamos que não há atrasos. É lamentável a atitude da direção da DALL, inclusive já marcamos uma reunião, quando tomaremos uma decisão contra esse procedimento. Caso seja necessário, vamos acionar o setor jurídico da Fundação. Estamos solidários com os funcionários e destaco que atitudes deste tipo da empresa não devem acontecer”, pontua Mário Ferreira.

 

A qualquer momento, mais informações sobre esta situação e “ Audiência Emergencial no MP”

 

Por: Imprensa1

Fotos: Google.com.br

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: