Familiares, autoridades e amigos se despedem de João no Palácio

Os discursos, as músicas preferidas, as lágrimas incontidas, as lembranças relatadas pelas autoridades, os aplausos e o povo formando filas quilométricas na Praça Fausto Cardoso para entrar no Palácio-Museu Olímpio Campos marcaram a solenidade de despedida do ex-governador João Alves Filho (DEM), na tarde desta segunda-feira, 30.  João morreu na última quinta-feira, 26, no Hospital Sirio Libanês, em Brasília. O corpo foi cremado e as cinzas foram trazidas a Sergipe na manhã de hoje pela esposa, a senador Maria do Carmo Nascimento Alves (DEM) e os filhos Cristina, Ana Maria e João Neto.

A urna com as cinzas chegou no carro do Corpo de Bombeiros e foi entregue à Guarda de Honra da Polícia Militar. Após as honras militares, a cantora Amorosa cantou o Hino Nacional.  A primeira autoridade a discursar, foi José Carlos Machado, amigo pessoal de João.

“Você não consegue andar muito em Aracaju sem passar numa avenida construída por João”, afirma lembrando as ações do ex-governador de Sergipe no combate à seca.

Apoio aos jovens

O prefeito de Salvador (BA), Antônio Carlos Magalhães Neto, relembrou os depoimentos que ouvia do avô Antônio Carlos Magalhães sobre João Alves Filho.

“Desde cedo pude acompanhar a vida pública do ex-governador João Alves Filho porque dentro de casa eu ouvia as palavras de carinho e apreço que meu avô sempre dirigia a ele. Depois, já iniciando a caminhada no nosso partido, uma das principais pessoas que deram apoio ao movimento de jovens do PFL, foi exatamente João Alves, que sempre me ensinou muito e serviu de referência para a minha geração. Senadora, eu sei que hoje o sentimento é de tristeza e saudade, mas acima de tudo o povo sergipano e os brasileiros que conheciam João têm a oportunidade de homenageá-lo. A gente viu o carinho e a emoção das pessoas no trajeto do aeroporto até aqui”, destaca.

Visivelmente abalada, a delegada Georlize Teles, que foi secretária de Segurança Pública no Governo de João disse que por tudo que viveu com João Alves Filho, o momento é de muita dor.

“Dr. João foi acima de tudo um estadista. Foi um homem que amou mais Sergipe e Aracaju do que a ele próprio. Quem viveu ao lado de Dr. João como eu vivi, teve a honra de viver ao lado de um homem que deu sua vida por esse estado, então eu tenho muito orgulho de ter aprendido. Sou muito grata a Dr. João, que me viu lá no meio da multidão e disse: ‘essa menina pode fazer, pode me ajudar’. Eu tenho certeza que está nos braços do pai, porque era um homem religioso, que fé movia e vontade de fazer o levava a caminhar”, observa.

Carlos Eloy foi secretário de Esportes na gestão de João Alves Filho como prefeito de Aracaju. Também muito emocionado ele, demonstrou muita tristeza durante a cerimônia. “É um momento de muita dor, essa despedida de Dr. João, que tanto fez por esse estado. Eu conheci o João político e o ser humano. É um dia de luto para a política sergipana, luto para o Nordeste e luto para o Brasil. Que as novas gerações possam se espelhar em Dr. João que foi governador três vezes, prefeito de Aracaju. Hoje é um dia que ficará marcado na História de Sergipe.

Fotos: Joel Luiz

Fonte: Alese

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: