Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

FEMINICÍDIO: Homem mata a esposa, toca fogo na casa e morre aos ser baleado

ASSISTA E SAIBA MAIS AQUI NO PORTAL IMPRENSA1 / www.imprensa1.com

LINK DO VÍDEO – AQUI !

Os corpos de Dionny Santos, 37 anos e o de Franciane Luzia Alves Tavares, de 36 anos, Já foram liberados pelo Instituto de Medicina Legal de Sergipe (IML) para velório e sepultamento. O corpo dela foi liberado as 22h30, dessa quarta-feira, dia 02 e o dele, às 12h15 desta madrugada do dia 03.

Os familiares das vítimas não quiseram falar com imprensa para passar os detalhes dos locais de velórios e sepultamentos dessa tragédia em família “Homem mata a esposa a facadas, toca fogo na casa e morre baleado pela polícia.

O fato trágico aconteceu no início da tarde dessa quarta-feira, dia 02 de Fevereiro de 2022, na Rua A, casa de nº 125, do Loteamento Madre Paulina, Bairro Rosa Elze no município sergipano de São Cristóvão.

De acordo com informações preliminares, Dionny Santos teria pego uma faca e de repente, começou desferir golpes de faca em Franciane Luzia, que tentando escapar da morte, correu para os fundos da casa gritando por socorro. Depois de cair ensanguentada e quase sem vida, Dionny começou atear fogo na casa.

Os gritos de socorro da vítima, o fogo na casa e uma enorme cortina de fumaça chamou a atenção de todos do bairro, onde a polícia foi aciona e Corpo de Bombeiros Militar, também. Mas, foi uma equipe de policiais civis do Departamento de Narcóticos ( DENARC)  que chegou primeiro ao local e se deparou com “Dionny” realizando cortes em seu corpo com a faca do crime.

Transtornado e prestes a ter a certeza que sua esposa já estava morta, ele tentou desferir mais golpes nela, quando recebeu voz de prisão e pedido para parar. Por não obedecer a ordem policial ele foi baleado e por estar também mutilado com os cortes feitos por ele mesmo, não resistiu e morreu no local.

Vale ressaltar, que o Corpo de Bombeiros realizou o trabalho de combate ao fogo e rescaldo, enquanto os policiais militares da 1ª CIPM também participaram da ação policial na preservação da área do crime e segurança do local.

A motivação do crime ainda é ainda um mistério para as pessoas que moram no bairro, já que o casal era pessoas boas, amigueiras e sem relatos de violência. Quem comprava ou vendia produtos para o comércio do casal, ainda está sem acreditar em tudo isso que aconteceu com, Dionny e Franciene.

O casal deixa um filho de sete anos e uma das postagens de Dionny nas redes sociais.

Por: Portal imprensa1

Fotos e vídeos : Imprensa1 e Redes Sociais

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...