Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Georgeo Passos apela aos deputados por reivindicação do ‘Movimento Polícia Unida’

Foto: Jadilson Simões

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), utilizou a Tribuna do Parlamento na Sessão Extraordinária desta terça-feira, 15 de março, para registrar ‘um sentimento pessoal de repúdio’. Segundo o parlamentar, na noite de ontem, 14, durante manifestação do ‘Movimento Polícia Unida’, ocorreu um acidente envolvendo veículo que se encontrava o governador de Sergipe Belivaldo Chagas.

“Quero deixar registrado na Assembleia Legislativa o meu repúdio, pelo lamentável fato que aconteceu na noite de ontem, segunda-feira. Onde, infelizmente, o veículo onde se encontrava o governador Belivaldo Chagas atropelou um militar que estava com outros colegas, na manifestação do Movimento Polícia Unida, para tentar conversar com o governador”. Ali foi um atropelamento, o militar estava em busca apenas de manter um diálogo. Diálogo esse que Belivaldo nunca quis ter com a categoria e com o Movimento Polícia Unida. Ele nunca se predispôs a ouvir a categoria, pelo contrário, teve ações duras e truculentas. Acho que essas ações mancham a história do governador Belivaldo Chagas”, declarou Georgeo Passos.

O parlamentar também destacou que os homens e as mulheres que fazem as polícias Civil e Militar, bem como o Corpo de Bombeiros, trabalharam com maestria e combateram a criminalidade no Estado durante muitos anos. “O governador não tem o mínimo de consideração de, ao menos, ouvir a categoria. Espero que isso não se repita e o respeito volte a existir”, defendeu.

Projeto de salários

Na perspectiva de a Casa receber do Governo do Estado os Projetos de leis que versam sobre a recomposição salarial, o deputado Georgeo ressaltam importante cenário de diálogo e articulação entre servidores e servidores.

“Que a liderança do Governo (situação)na Casa esteja aberta ao diálogo, para que, aquele Projeto do Governo do Estado que precise de melhoria, seja observado. Pois, conforme o próprio governador falou em algumas entrevistas, os projetos (de reajuste salarial dos servidores), ficarão à cargos dos deputados”, apelou.

Por: Stephanie Macêdo/Ascom

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...