Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Governo de Sergipe reabre pra visitação, o Palácio-Museu “Olímpio Campos”

Um dos maiores símbolos da história política, cultural e arquitetônica de Sergipe foi reaberto ao público na tarde desta terça-feira, 21. A reabertura do Palácio-Museu Olímpio Campos (PMOC) aconteceu com muita festa dos funcionários e visitantes, ritmados por atrações culturais do estado, embalados pelo mês junino.

Fechado desde 2020, o imponente prédio, que já foi a antiga sede do Governo do Estado de Sergipe e está localizado entre as praças Fausto Cardoso, Almirante Barroso e Olímpio Campos, recebeu algumas restaurações em ambientes e objetos. “Nesse tempo, foram restaurados ambientes das partes inferior e superior, como também objetos, principalmente, de cobre, que estavam danificados. Foi colocado também, no quarto feminino do local, a imagem da primeira vereadora mulher do estado, dona Noélia de Oliveira, do município de Carmópolis, ao lado de tantas outras pioneiras de importância políticas”, disse a Karoliny Acioli, gestora em turismo, ligada à Coordenação Museológica do local.

Com a restauração, o Governo Estadual não só valoriza o sítio arquitetônico, como também faz um resgate histórico da vida política sergipana e cria mais um espaço cultural no cotidiano da cidade. “Passamos dois anos fechado, então o governador Belivaldo Chagas, preocupado com a história política de Sergipe, possibilitou que a gente restabelecesse o nosso acervo, dando a oportunidade de climatizarmos boa parte do local e toda a estrutura física”, salientou o diretor administrativo Elicelmo Zuzarte França.

Para Zuzarte, o Palácio-Museu é uma referência turística do estado. “Aqui fica a sede do governo estadual, local onde o governador despacha, realiza audiências e suas solenidades de prestígio a outros chefes de governo. Então, estamos preparados, não só para atender o turista, mas quando o governador estiver despachando”, disse o diretor administrativo, que ainda reforçou que o local recebia por ano cerca de 2.500 visitantes, incluindo estudantes e turistas.

“A reabertura é bastante significativa porque é, mais uma vez, a devolução de um prédio do século XIX, que foi construído e criado para ser a sede do poder executivo e essa devolução é muito importante para o Sergipano. A partir de agora, a população vai poder entender a relevância dos nossos governantes para a história do estado, já que o palácio tem como missão, mostrar a história política do estado e a história política de cada representante, mostrando o que eles fizeram, como viveram, como trabalhavam nesse prédio”, garantiu a historiadora Izaura Ramos.

Programação especial

Os ritmos e vozes em alusão aos festejos juninos tomaram conta do Palácio-Museu Olímpio Campos. Quem passou pela frente do local, ficou atraído a dar uma bisbilhotada no que estava acontecendo, outros, marcaram de se encontrar e prestigiar a reabertura do local que conta parte da história política sergipana, como foi o caso dos servidores públicos Guilherme Bratz Uberti e Caio Jordão, que aproveitaram a sua colega sergipana Isadora Bastos, como guia cultural do dia.

 

LEIA MAIS AQUI !

Reprodução: www.imprensa1.com

Por: https://www.se.gov.br/noticias/Governo/governo

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...