Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Homem que matou ex-companheira no hotel é preso

carroA polícia já tem o nome do homem acusado de matar a ex-exposa Rejane Barros Santos, 37 no quarto 301 do Grande Hotel, no Centro de Aracaju.

Trata-se do pedreiro Carlos Alberto Batista, 50, que fez a reserva no último dia 17, usando o nome falso de Antônio Carlos Santos, tendo saído no mesmo dia. O corpo foi encontrado pela camareira na sexta-feira, 19 e a polícia foi acionada.

Familiares que já tinham denunciado Carlos Alberto após o desaparecimento de Rejane, reconheceram o corpo no Instituto Médico Legal (IML), no sábado, 20.

De acordo com o delegado da Delegacia de Homicídios Mário Leoni, em entrevista ao Liberdade Notícias 2ª Edição, o acusado residia na cidade de Itaporanga D’Ajuda, mas foi preso na tarde desta segunda-feira, 22 no Mosqueiro, quando visitava uma filha. “Como a família tinha prestado queixa e divulgado uma foto do ex-marido da vítima, retornei ao hotel e mesmo o nome sendo diferente, a funcionária confirmou que foi o mesmo que fez a reserva.

Conseguimos detê-lo e ele confessou que os dois se encontraram no hotel para falar sobre uma casa que seria vendida em Itaporanga, tiveram relações, ela contou que estava namorando e ele pegou um pedaço de madeira da cama, a matando com cinco pauladas na nuca”, contou o delegado.

Por Aldaci de Souza ( www.infonet.com.br) 

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...