Homicídios caem 19,3% em Sergipe

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020 atestou uma queda de 19,3% nos homicídios dolosos em Sergipe. A redução foi observada a partir de um comparativo feito entre os números contabilizados em 2018 e os que foram verificados em 2019. Os dados foram reunidos pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e divulgados na publicação, disponibilizada nacionalmente nesse domingo, 18.

De acordo com o levantamento disponibilizado no Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020, Sergipe contabilizou 948 homicídios durante o ano de 2018. Já em 2019, esse número foi de 772 vidas perdidas. Os dados demonstram a redução de 19,3%. A taxa, para cada 100 mil habitantes, em 2018 foi de 41,6 mortes. Em 2019, foi de 33,6, também reiterando a redução na incidência desse crime no estado.

Ainda conforme a publicação do FBSP, a capital sergipana registrou 281 casos de homicídios em 2018. No ano seguinte, 2019, esse número foi de 170 vítima desse crime em Aracaju. Assim, a taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes foi de 43,3 em 2018 e reduziu para 25,9 em 2019. O números atestam uma redução de 40,2% na incidência de homicídios na capital.

O secretário da Segurança pública, João Eloy de Menezes, atribuiu a queda dos homicídios em Sergipe ao trabalho integrado das forças policiais e da perícia na identificação da mancha criminal, que possibilita operações mais robustas no combate à criminalidade. As ações policiais, com o apoio da perícia, resultam na identificação de suspeitos de tráfico de drogas e apreensão de entorpecentes, um dos principais crimes ligados aos homicídios.

“A nossa missão é a de preservação de vidas. Por isso estamos sempre nos reunindo para identificarmos os locais em que há uma maior predominância de ações criminosas. Com esse mapeamento, traçamos planejamento e ações em conjunto entre as polícias, e com todo o embasamento pericial, para combatermos a criminalidade no nosso estado. Desse modo é que conseguimos reduzir os índices de homicídios em Sergipe”, pontuou.

Fonte: ASN

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: