INCÊNDIO EM HOSPITAL : SINDIJOR e FENAJ protocolam ação contra o Gordinho do Povo

0 650

Na manhã desta sexta-feira, dia 28 de maio de 2021, um princípio de incêndio na ALA de COVID-19, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva em Aracaju, deixou um cenário de guerra dentro e fora da unidade, onde cerca de  70 pessoas foram atingidas pela fumaça e alguns pacientes tiveram que ser transferidos para outras unidades. Lamentavelmente, quatro pessoas morreram por inalarem muita fumaça. LEIA SOBRE O INCÊNDIO -AQUI !

Na hora da correria , um vídeo foi gravado e publicado nas redes sociais, que por sua vez, mostrava partes íntimas de pacientes. Diante a situação, o SINDIJOR e a FENAJ, repudiaram a atitude do dono da rede social denominada “GORDINHO DO POVO” e as duas entidades decidiram agir judicialmente e já confeccionaram uma representação e irá encaminhar ao Ministério Público do Estado Sergipe (MPE/SE).

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe (Sindijor/SE), e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), estão protocolando junto ao Ministério Público Estadual (MPE), uma representação civil contra o titular da página denominada: ‘Gordinho do Povo’, até o início da manhã desta sexta-feira, 28, em exibição na plataforma de rede social Instagram.

A postagem fere critérios básicos dos Direitos Humanos ao publicar imagens internas de uma unidade de saúde – inclusive com completa exposição de pacientes, rostos e respectivas partes íntimas.

O perfil se intitula como “Portal de Notícias” e que “leva a verdade ao povo”, mas o exercer do jornalismo pressupõe o cumprimento de requisitos básicos e um deles é o respeito às pessoas. O que, em nossa avaliação, não foi o ocorrido com as vítimas do incêndio ocorrido na Unidade de Pronto Atendimento, Nestor Piva, localizada na zona Norte de Aracaju.

Trabalhar exclusivamente com a verdade está presente no código de ética daqueles que, paralelo aos mínimos quatro anos de estudo técnico e profissional em universidade, seguem atuando diariamente para levar a mais de dois milhões de sergipanos uma informação transparente, verdadeira e de impecável responsabilidade social.

A provocação junto ao órgão estadual de fiscalização ocorre como forma de fazer valer o respeito múltiplo ao ser humano e também conter as tentativas descabidas de descredibilização do jornalista, e do jornalismo praticado com ética.

                                                 SINDIJOR  e  FENAJ

REPRESENTAÇÃO MPE (1)

 

 

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...