Iran critica política excludente de acesso às universidades

Foto: Jadilson Simões

O deputado Iran Barbosa (PT) repudiou na última quinta-feira, 12, durante palestra do reitor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), o professor doutor Valter Joviniano de Santana Filho na Assembleia Legislativa de Sergipe, a recente entrevista do ministro da Educação, Milton Ribeiro à TV Brasil, em que defendeu uma política elitista e excludente de acesso às universidades, afirmando que a “universidade deveria, na verdade, ser para poucos, nesse sentido de ser útil à sociedade”.

De acordo com o parlamentar, a sociedade não aceita que ministros de Estado, pagos com recursos públicos, usem dos seus cargos para defender um modelo de universidade para poucos. “Essa é uma concepção excludente de universidade presente na forma de administrar do atual governo, já que, em 2019, o então titular do Ministério da Educação e Cultura (MEC), Ricardo Vélez, afirmou que as universidades devem ficar reservadas para uma elite intelectual”, entende Iran, lembrando que estudou na Universidade Federal de Sergipe, tendo muito orgulho em cursar Licenciatura em História e Bacharelado em Direito.

“Tributamos aos profissionais da Universidade Federal de Sergipe: servidores, professores e técnicos administrativos, um pleito de gratidão muito grande porque sabemos que sem a UFS a nossa história seria muito mais atrasada. Temos assistido um retrocesso no processo de respeito aos mecanismos democráticos que sempre colocaram as universidades brasileiras como referência de democracia”, lamenta.

Por: Aldaci de Souza/Ascom

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...