Laércio Oliveira pode disputar a Prefeitura de Aracaju em 2016

laercio-oliveira-cortadaNo final da manhã desta segunda-feira, dia 27, 0 deputado federal reeleito por Sergipe, Laércio Oliveira (SDD), foi entrevistado pela equipe so site imprensa1, e ao ver,  ainda comemora o desempenho do seu partido recém-criado e afirma que o seu agrupamento político está sendo fortalecido. De acordo com o deputado, o Solidariedade está buscando o seu lugar ao sol. Faz parte dessa busca a disputa municipal de 2016. Segundo Laércio, o partido vai buscar entendimentos para lançar nome competitivo na disputa.

Um desses nomes poderá ser o do próprio deputado. “Não escondo os apelos que escuto de pessoas amigas e não fugirei desse debate, mesmo sendo prematuro, fico muito feliz porque é a segunda vez que vejo meu nome sendo colocado como uma das opções e não fugirei desse debate”, frisou.

Laércio deixou claro que vai buscar um consenso entre a base aliada. “Vamos discutir com o meu agrupamento político e certamente teremos um nome competitivo. Vamos ouvir o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), que é o melhor nome para continuar dirigindo a cidade e encontraremos a melhor solução”, disse.

Sobre o pleito eleitoral deste ano, Laércio ressaltou que vai permanecer na oposição, tanto na esfera federal como na estadual. “Vou fazer uma política honesta que pense no País e não nos nossos interesses. Fazendo oposição tanto ao governo federal e estadual declaro que farei oposição honesta que procurará contribuir pare o desenvolvimento do País e do meu Estado. Estarei à disposição para contribuir com todas as ações que se voltem para o interesse da sociedade”, destacou.

Laércio ressaltou que o Brasil vive um momento de grande dificuldade e é preciso manter a seriedade das ações desenvolvidas no Congresso Nacional. “Vivemos um processo difícil com a desindustrialização. Temos que criar mecanismos para conter isso, além disso, a empregabilidade está ficando cada vez mais difícil e temos que aceitar a necessidade que o País tem da lei da terceirização e de rever o fator previdenciário que tanto prejudica aposentados e pensionistas”, frisou.

Por Bruno Almeida

Foto: divulgação /Agência Câmara

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: