Líder do “Movimento Não Pago” afirma que vândalos não fazem parte do manifesto

onibus-aracaju-vca-8205

Em entrevista concedida na manhã desta quarta-feira, 26, ao programa Liberdade Sem Censura, da Rádio Liberdade FM, sob o comando de Evenilson Santana, Gustavo Mendes, líder do “Movimento Não Pago” afirmou que os atos de vandalismos ocorridos no final da noite de ontem, 25, na sede do Executivo Municipal e no Terminal de Integração do Distrito Industrial de Aracaju (DIA), não foram causados por integrantes das manifestações.

 

Segundo ele, o movimento foi realizado de forma pacífica, e que a orientação dos líderes era para manter os protestos de forma tranqüila. “O que aconteceu não pertence ao movimento. “Tivemos uma grande reunião na segunda-feira, 24, na qual definimos todas as questões do protesto e, em nenhum momento, colocamos atos de violência na pauta. É difícil querer responsabilizar alguém, pois tinha mais de 10 mil pessoas. Em uma situação dessas, o que podemos fazer é nos afastar e permanecer à distância”, afirmou.

 

De acordo com o líder do Movimento, estava previsto uma ação na sede da Prefeitura de Aracaju, mas de forma pacífica. “A prefeitura tem uma carga simbólica muito forte, pois é ela quem vai decidir o aumento ou não. Nossa ideia era fazer um movimento pacífico à frente da PMA, mas acabou que algumas pessoas saíram do limite. Quero deixar claro que não concordamos com isso e que a manifestação foi legítima e pacífica”, revelou.

 

Essa foi a segunda manifestação do ato intitulado como “Acorda Aracaju”, a primeira reuniu mais de 20 mil pessoas na semana passada e foi realizada sem o registro de incidentes violentos. As manifestações ocorrem de forma organizada. Um dos principais itens dessas reivindicações está um transporte público de qualidade.

 

Por Bruno Almeida 

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: