Mais 70 delegacias de Sergipe receberão nova conexão de internet

Sergipe será um dos dez estados brasileiros contemplados pelo projeto “Segurança Pública Conectada”, realizado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). No estado, a nova conexão de internet será instalada em 74 delegacias municipais.

O programa, em âmbito nacional, é desenvolvido em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e contou com um investimento, do MJSP, de R$ 5 milhões de reais. A previsão é de que em até três meses os pontos já estejam instalados.

O programa tem como objetivo agilizar os procedimentos e os boletins de ocorrência, além de propiciar uma melhoria na captação de dados estatísticos. No país, serão mais de 600 pontos de internet com velocidade de 10 megas. O foco são as delegacias de polícia e as unidades que funcionam como centro de atendimento e despacho que utilizam as soluções do MJSP, o Sinesp PPE – Procedimentos Policiais Eletrônicos e Sinesp CAD – Central de Atendimento e Despacho.

Além de Sergipe, os estados que serão contemplados, neste primeiro momento, são: Acre, Alagoas, Amapá, Rio Grande do Norte, Roraima, Tocantins, Rio de Janeiro, Piauí e Maranhão. Essas unidades receberão internet de banda larga, via satélite. O projeto terá a duração de 12 meses, podendo ser renovável por tempo indeterminado.

De acordo com Wellington Silva, diretor de Gestão e Integração da Informação da Senasp/MJSP, a ação irá desenvolver maior capacidade de gestão e agilidade nos processos. “Com a chegada do projeto nos estados, iremos oferecer mais celeridade nas ações de delegacias e unidades que não contam com internet de qualidade. Processos serão agilizados, assim como boletins de ocorrências disponibilizados de forma mais ágil, contribuindo para uma melhora de informações e elucidação de casos”, destacou.

Segundo o diretor de Gestão e Integração da Informação da Senasp/MJSP, o projeto permitirá a interconexão e levará tecnologia e integração de informações a todas as regiões do Brasil, mesmo as mais remotas. “Desse modo, o trabalho policial, não só nas regiões que integram nossos sistemas, mas em todo o Brasil, se tornará mais adequado, pois permitirá que decisões policiais, tanto táticas quanto operacionais, até mesmo em nível estratégico, sejam tomadas baseadas em evidências e dados, melhorando a qualidade do serviço prestado à população”, afirmou Wellington Silva.

Com informações de MJSP

Reprodução: www.imprensa1.com

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: