Mistério Publico de Sergipe emite NOTA de ESCLARECIMENTO sobre boatos de corporativismo

NOTA DE ESCLARECIMENTOA respeito de matéria publicada nesta  terça-feira-dia, 10,  no programa Jornal da Manhã, na rádio Jovem Pan Aracaju, veiculada pelo jornalista André Barros, que alega que a Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado de Sergipe agiu de forma corporativista ao arquivar representação do advogado Evaldo Fernandes Campos em face de 02 (dois) Promotores de Justiça,a Corregedoria-Geral repele veementemente tal insinuação.

A Corregedoria-Geral do Ministério Público de Sergipe, através da Procuradora de Justiça Dra. Maria Creuza Brito de Figueiredo, agiu pautada no conjunto probatório dos autos e nos princípios da legalidade e da moralidade que devem nortear a atuação não somente dos órgãos e servidores públicos, mas também às condutas pública e privada dos particulares, e não de forma corporativista como foi insinuado, conforme se pode perceber da decisão de arquivamento da Sindicância N.º 001/2013, da lavra da Corregedora-Geral em Substituição à época, Dra. Maria Creuza Brito de Figueiredo.

Corregedoria Geral do MP

SEGUE, EM ANEXO, A DECISÃO DA CORREGEDORIA NA ÍNTEGRA

Por: Mônica Ribeiro

Assessora de Imprensa MP/SE

Imagem ilustrativa: https://www.google.com.br/search?q=nota&newwindow=1&espv=2&source=lnms&tbm=isch&sa=X

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: