Morre aos 46 anos o poeta e colunista social ” ARARIPE COUTINHO”

ARARIPE-COUTINHO--O poeta e colunista social sergipano, Araripe Coutinho,46 anos,  faleceu no inicio da manhã desta terça-feira, dia 09, em sua própria residência. A informação foi repassada pelo amigo e assessor do poeta Araripe, Sergio Labont.

De acordo com Sergio, o poeta deveria está passando um problemas de saúde entre eles, pneumonia.  E para completar, no último domingo teria sofrido uma queda em uma festa, machucado mo ombro, conduzido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva, em Aracaju e depois recebeu alta médica.

E na manhã desta terça, por volta das 07h19, foi encontrado caído no chão de seu quarto. Até o momento, não se sabe a causa-morte. Ele nasceu em 13 de Dezembro de 1968, no Estado do Rio  de Janeiro .

O local do velório  está prevista para e do sepultamento.

A qualquer momento, outras informações.

Como alguém que nunca esteve aqui

IEspero como quem assina o nada
Na face de Deus. É minúscula a centelha, mas ilumina
O mundo. E pode o teu calor trazer
A febre, esses anos todos de rica
Agonia. Tua espera, teu exato momento
De pôr fim a todas as coisas. Ao homem
Que me roubaste a saliva, ao quase ateu
De mim.E ainda que eu revele o nome do rei
É certa a vaga e o limo. Atrás de tudo
Que sei revela o quanto te chamo.
Um barco, algumas caravelas e ele
O marinheiro, o único. O meu.Araripe Coutinho
Rio de Janeiro – RJ (1968)


Por: Imprensa1.com

Enviado em 22 de nov de 2010  / meukekeu   / Youtube

Araripe Coutinho: A Sensibilidade do Poeta Sergipano

O artista apresentado neste breve documentário é o escritor e poeta Araripe Coutinho, considerado um dos maiores artistas da cultura sergipana, e que vem contribuindo de forma significativa para o Estado de Sergipe, através de sua sensibilidade artística, expressa em seus poemas.

Caracterizado como o poeta mais lido e polêmico da literatura sergipana, Araripe Coutinho pode, sem sombra de dúvidas, ser intitulado de gênio. Gênio pela sua maneira de ser, pela expressão cartunista de portar-se, pela irreverência, muitas das vezes incompreendida e criticada pelo contexto.

É importante salientar a importância de se valorizar a Cultura local, os nossos músicos, os nossos escritores e poetas, ou seja, os nossos artistas em geral, para que assim haja expansão dessa riqueza cultural e a mesma não se encontre apenas numa vaga lembrança, mas que possa estar presente a cada novo geração.

Licença padrão do YouTube

Fonte da foto e poesia: http://invencaodapoesia.blogspot.com.br/2010/02/araripe-coutinho.html

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: