Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

Mulher é tirada de casa, assassinada e tem cabeça colocada em estaca

corpo-esquartejado---foco-1Cenas de horror, monstruosidade e intolerância foram registradas na madrugada deste domingo, 24, no Conjunto Carminha, no bairro do Benedito Bentes, em Maceió.

Uma mulher foi arrancada de casa, enquanto dormia junto com seus filhos, e foi esquartejada na principal avenida do conjunto.

A barbárie aconteceu durante a madrugada, enquanto a doméstica Maria de Lurdes Farias Melo, 27, dormia em sua residência, localizada na quadra N, Nº 23. “A porta foi arrombada e provavelmente os assassinos a tiraram da cama enquanto dormia, junto com dois filhos.

Ela foi assassinada há pouco mais de 200 metros de sua residência. Os vizinhos chegaram a ouvir dois tiros”, disse o tenente Celso, do 5º Batalhão da Polícia Militar, que atendeu a ocorrência, junto com equipes do Batalhão de Polícia de Rádio Patrulha. A cena é monstruosa. Na avenida que liga o conjunto ao Aterro Sanitário, principal via de acesso, o corpo da mulher sangrava bastante, visto os membros aputados.

Ela estava deitada, com o ventre para cima, sem a cabeça e o braço esquerdo decepado, ao lado do corpo.

A cabeça estava há pouco mais de 20 metros do corpo. “Também encontramos um revólver municiado ao lado do corpo.

Quem fez isso deve ter se assustado com alguma movimentação e saiu as pressas”, disse o oficial. Como se não bastasse a crueldade do assassinato, os monstros que fizeram o crime bárbaro ainda usaram um dos membros da vítima para escrever na parede da residência que fica ao lado onde o corpo foi encontrado a  palavra  “CABUETA”.

A polícia suspeita que o nome tenha sido escrito com o braço da vítima. Os assassinos tentaram colocar a cabeça de Maria de Lurdes em uma estaca, lembrando outro crime ocorrido no mesmo local, na páscoa deste ano.

2º ESQUARTEJAMENTO DE MULHER Não é a primeira vez que uma mulher é esquartejada no Conjunto Carminha. Em outubro do ano passado, precisamente no dia 22 de outubro de 2010, outra doméstica, Valderez Nascimento de Sena, 41, também foi brutalmente assassinada, dias depois de ter denunciado um vizinho, por tráfico de drogas.

Em cima de seu corpo, os assassinos deixaram um bilhete com a mesma palavra CABUETA. Um crime brutal, que se repete, e precisa ser esclarecido com urgência pelas autoridades competentes. Fonte: www.chicosabetudo.com.br   e www.emergencia190al.com.br AGORA VEJA VIDEO  E AS FOTOS DE CRUELDADE DOS MARGINAIS :

Cabeacasa4ed9bc43a2cfacb3446a3e5b98d75224copo-01copo-02identidade

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...