Mulheres fazem ato em defesa de igualdade de direitos para população feminina do campo e da cidade

ANA LUCIA -SINTESEMesmo sob chuva, a deputada estadual Ana Lúcia (PT) marchou ao lado de mulheres lutadoras do campo e da cidade em defesa de igualdade de direitos para a população feminina. O ato público foi realizado na manhã desta segunda-feira, 09, e contou com a participação de diversas entidades, a exemplo da Marcho Mundial de Mulheres, CUT/SE, MST e Levante Popular da Juventude.

Ana Lúcia também esteve presente no ato público realizado na manhã deste domingo, 08, nos arcos da Orla de Atalaia. Realizado pelas mulheres sindicalistas que compõem a Central Única dos Trabalhadores em Sergipe (CUT/SE), a atividade interagiu com as mulheres e homens que passavam pela Orla de Atalaia, por meio da realização de uma oficina de stencil e de uma intervenção de Teatro do Oprimido, realizadas pelo SINTESE.

Empunhando faixas, bandeiras e cartazes, as mulheres reivindicavam equiparação salarial entre homens e mulheres, construção de creches que consigam garantir a participação igualitária no mercado de trabalho e políticas de enfrentamento à violência de gênero. Democratização dos meios de comunicação para enfrentar a violência simbólica contra a mulher cometida cotidianamente pela grande mídia também foi uma pauta de reivindicação das trabalhadoras.

ANA LÚCIAA deputada estadual Ana Lúcia destacou, entre as diversas pautas reivindicadas pelas trabalhadoras, a transformação do sistema político, que não garante a participação igualitária entre homens e mulheres dos espaços de decisão e na política.

“Temos que fazer uma reforma e explicar para a população a necessidade de transformar esse sistema político para que toda e qualquer mulher, seja ela camponesa, operaria, comerciária, enfermeira, professora, possa ter sua representação nos espaços de decisão”, avaliou, ressaltando que atualmente, as mulheres representam menos de 10% das cadeiras do Congresso Nacional.

“Lutamos, enfim, pela autonomia para nós mulheres. E nós só conseguiremos avançar na autonomia com direito liberdade e igualdade de direitos entre homens e, nós, mulheres”, resumiu a diretora da Secretaria da Mulher Trabalhadora da CUT/SE, Edjanária Borges, que participou do ato. “Como trabalhadoras da cidade e do campo, devemos estar unidas em nossas pautas”, destacou.

“Espero que possamos, na nossa luta, cada vez mais construir uma sociedade na qual possamos ter o exercício constante de solidariedade e o respeito à diversidade e, portanto, o exercício da liberdade. Esse é o nosso desejo!”, complementou Ana Lúcia.

Organização dos trabalhadores em defesa da democracia

Diante do cenário de avanço da direita reacionária, Ana Lúcia destacou a urgência da intensificação da luta da classe trabalhadora, em defesa da democracia e dos avanços sociais garantidos pelos nossos governos populares.

“Nossa luta não é só no nosso dia, mas em todos os dias. Este é um momento que nós, mulheres trabalhadoras, precisamos resistir muito. Vamos mostrar que a classe trabalhadora está organizada. Vamos avermelhar as ruas e avenidas de todo o Brasil no dia 13. Vermelho é a cor do nosso sangue, que faz pulsar nossa vida”, convidou a parlamentar, lutadora histórica de esquerda de Sergipe.

Por: Assessoria de Comunicação

Deputada Estadual Ana Lúcia – PT

Gabinete: (79) 3216-6625

Débora Melo: (79) 8815-7115 / 9135-2726 / 9868-6767

Paulo Eduardo Ribeiro: (79) 9164-4020

www.analucia-se.com.br

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: