Mutirões da Saúde ofertaram mais de 500 exames e consultas em Aracaju

Mutirão_oftalmologia_divulgaçãoi“Os mutirões de consultas oftalmológicas e de exames de ultrassonografias iniciados em setembro pela Secretaria Municipal de Saúde atenderam juntos mais de 500 pacientes do SUS em Aracaju”. Essa é a afirmação feita pelo coordenador da Rede de Atenção Especializada (REAE) de Aracaju, José Soares, durante a realização de mais uma etapa da atividade. Neste sábado, dia 8, aconteceu o quinto mutirão de consultas oftalmológicas no Centro de Especialidades Médicas (Cemar) do conjunto Augusto Franco. A ação permitiu a oferta de mais 90 atendimentos oftalmológicos.

Joseneide de Oliveira foi uma das pessoas encaminhados através das Unidades de Saúde da Família (USFs) para participar do mutirão. Para ela, a mobilização aconteceu no momento que mais precisava. “Vinha sentindo dor no fundo do olho e o mutirão foi a forma mais prática e rápida de receber o atendimento pelo SUS. Para mim, essa foi boa alternativa. Eu fiquei surpresa com a organização  da atividade”, afirmou

Já a manicure Maria José Soares foi ao Cemar, acompanhando a mãe no mutirão de consultas oftalmológicas. Ela avalia que um dos grandes benefícios da atividade é facilitar a vida das pessoas. “Acho que é muito bom e espero que continue acontecendo. É uma oportunidade de permitir que gente que trabalha durante a semana tenha a oportunidade vir para consultas”, afirmou.

O médico oftalmologista Eudo Mendonça reforçou que os mutirões permitem garantir a preservação de um dos principais sentidos do ser humano, a visão. “Ter ao menos uma vez por ano a consulta com o médico é uma necessidade comum a todos, sejam jovens, adultos ou idosos. Durante a consulta, avaliamos as queixas apresentadas pelo paciente e sinais de doenças silenciosas como o glaucoma que é comum entre os brasileiros. A consulta permite observamos se há uma baixa visão, verificamos a pressão intraocular, fazemos o exame do fundo do olho e se necessário ainda solicitamos exames para um melhor diagnóstico”, explicou.

A coordenadora interina do Cemar, Jaqueline Passos, revelou que cada dia de mutirão representa uma redução significativa na fila de pessoas que aguardam consultas com oftalmo pelo SUS. “Cada sábado tem permitido uma produtividade superior à quantidade de atendimentos feitos durante três dias de trabalho. Para a gestão e também para população isso é um grande benefício”, enfatizou.

Durante o mutirão, foram realizados exames oftalmológicos diversos que dizem respeito às ametropias (defeitos de visão por erro de refração), prescrição de óculos, lentes de contato, e até encaminhamentos para cirurgias.

Fonte e foto: PMA

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: