OAB/SE cobra melhoria de atendimento à saúde

2-SAUDE-01Um grupo de pacientes da Coroa do Meio esteve na manhã desta sexta-feira reunido com a Coordenadoria de Saúde da Comissão de Direitos Humanos da OAB/SE para denunciar episódios que podem se caracterizar como descaso ao atendimento de saúde nos postos mantidos pelo Governo.

 

Na OAB/SE, o grupo foi recepcionado pela coordenadora de Saúde da Comissão de Direitos Humanos, Angélica Resende, que ouviu os depoimentos. Na OAB/SE, os pacientes narraram episódios chocantes. De acordo com os pacientes, há pessoas que aguardam a realização de exames há cerca de três anos e sempre recebem do Posto de Saúde a informação de que a solicitação permanece em análise.

Diante da gravidade do problema, a coordenadora de Saúde da OAB/SE entrou em contato com médicos e conseguiu, paliativamente, encontrar alternativas de solução restrito a alguns pacientes. Paralelamente, a OAB/SE encaminhará um relatório, contendo todos os depoimentos, ao secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Guimarães, e ao secretário municipal também da saúde, Sílvio Santos, solicitando providências de forma a priorizar o atendimento à saúde aos cidadãos sergipanos.

A OAB/SE também mobilizará o Ministério Público e a Defensoria Pública para adoção de medidas jurídicas no sentido de normalizar a prestação dos serviços. De acordo com os depoimentos, os pacientes encontram dificuldades nos Postos de Saúde no acesso a medicamentos, enfrentam ainda a morosidade para a marcação de exames, o que tem causado sérios transtornos à população.

De acordo com o depoimento dos pacientes, há situação de agravamento do quadro de saúde devido à morosidade para a realização dos exames necessários ao tratamento, apesar do diagnóstico ter sido precoce. Nesta semana, a coordenadora de Saúde da Comissão de Direitos Humanos da OAB/SE atendeu convite do Conselho Local de Saúde, que atua junto à Unidade de Saúde Hugo Gurgel, na Coroa do Meio, para ministrar palestra sobre os direitos assegurados pela Constituição Federal aos pacientes.

Houve interatividade com a comunidade e muitas pessoas fizeram desabafos preocupantes, o que ocasionou o encontro do grupo da comunidade com a representante da Comissão de Direitos Humanos da OAB/SE na manhã desta sexta-feira. Evalda Maria Oliveira de Assis, membro do Conselho Local de Saúde da Unidade de Saúde Hugo Gurgel, revelou que a situação é de fato preocupante devido à morosidade no atendimento à comunidade. “Agora, com esta interferência da OAB/SE a nossa expectativa é que a saúde apresente melhorias porque a situação é gravíssima”, enfatizou a conselheira de saúde.

“Nesta reunião na OAB/SE, a doutora Angélica Resende conseguiu contornar alguns problemas usando o conhecimento dela com o médico, mas nós queremos é que o benefício chegue a toda a comunidade”, revela. Ela informa que a comunidade fará uma manifestação na manhã da próxima segunda-feira para denunciar os problemas da área de saúde. A manifestação acontecerá na porta da Unidade de Saúde Hugo Gurgel, na Coroa do Meio.

Por: ASCOM OAB/SE– 

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: