Oficiais da PM de Sergipe emitem “NOTA DE REPÚDIO” ao Programa Profissão Repórter da Globo

LOGOTIPO ASSOMISEA Associação dos Oficiais Militares de Sergipe – Assomise, vem a público repudiar matéria veiculada nesta terça-feira, 24, durante o programa “Profissão Repórter” da emissora de televisão “Globo”.

A emissora utilizou de sua audiência para denegrir a imagem da Polícia Militar, apresentando diversos casos em Estados diferentes do Brasil, atribuindo o crescimento dos números de homicídios à violência Policial. Esquecendo de dizer o alarmante número de Policiais mortos no Brasil. Segundo dados de uma pesquisa feita pela BBC, no ano de 2013 foram mortos 229 policiais em todo o Brasil, em outra pesquisa elaborada pela EBC, mostra que em 2014 mais de 100 policiais foram mortos somente no Estado do Rio de Janeiro.

A Polícia Militar está nas ruas para servir e proteger a população, e dessa forma, muitas vezes em atos de defesa é necessário o revide. Exatamente para defesa! O Policial Militar é treinado para atuar com rigor e não com violência como mostrado na matéria. Lutam diariamente contra criminosos, expondo a própria vida em risco para a defesa do cidadão.

Da forma sensacionalista como foi apresentado, expondo a instituição militar, mostra que os criminosos são heróis e os militares os bandidos, uma verdadeira inversão de valores. Que descaracteriza o princípio ideológico das polícias militares, de proteger o cidadão e combater à criminalidade.

Atualmente no congresso nacional, tramita o projeto de lei (4471/12) que trata sobre o fim do auto de resistência. Visando prejudicar as ações policiais militares e excluir da corporação os policiais militares envolvidos em ocorrências que acontecerem mortes de criminosos. Essa reportagem somente fortalece um projeto como esse, que visa basicamente decretar a morte dos policiais em combate, já que sempre que a ação resultar em lesão corporal ou morte, deverá ser instaurado um inquérito para apurar o fato, e o autor poderá ser preso em flagrante. Como a polícia irá se defender de criminosos que usam armamento de grosso calibre e que não irá hesitar na hora de atirar em um policial?

Uma matéria desse nível é exibida exatamente quando o número de policiais mortos está crescendo. Quando na realidade deveriam prestar homenagens a bravos guerreiros, quando deveriam mostrar a dura realidade dos militares nos Estados brasileiros, que muitas vezes trabalham com pouca estrutura e baixa remuneração.

Uma das maiores redes de comunicação do país, não deveria denegrir a imagem da instituição militar que tanto trabalha na preservação da ordem pública e no combate à criminalidade. Falta esse mesmo empenho em defender benefícios para esses homens e mulheres das Polícias Militares do Brasil. Deveriam fortalecer a campanha para tornar crime hediondo os homicídios de policiais no nosso Brasil. Bem como, uma melhor remuneração, melhores condições de trabalho e sua aposentadoria especial. Valorizando desta forma a profissão policial militar.

Mas sabemos que a maioria da população que assistiu a essa matéria tem consciência do trabalho e das ações policiais no combate à criminalidade, na luta incessante pelo bem estar e proteção do cidadão de bem.

Por AssCom/Assomise

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: