Fábio Henrique faz redução de 20% nos salários de prefeito, vice, secretários e adjuntos

 

grande-fabio_henrique_0708Não é novidade a crise econômica que atinge o Brasil, os estados e os municípios. Em Nossa Senhora do Socorro, município que tem se destacado pelo pagamento do salário do servidor dentro do mês trabalhado e pelo lançamento e inaugurações de diversas obras, a arrecadação teve uma queda de 38% no FPM – Fundo de Participações dos Municípios – no mês de setembro. Fato que fez com que a gestão definisse uma série de ações para garantir a qualidade no atendimento e o respeito ao servidor público.

O prefeito Fábio Henrique convocou uma reunião com todos os secretários, na tarde dessa segunda (dia 14), para definir as alternativas que garantam os serviços prestados aos socorrenses e o pagamento do funcionalismo no final do mês. “Nesse momento de crise, temos que ser criativos e tentar penalizar o mínimo a população. Entendo que esse é um momento passageiro e que preciso do apoio de todos os colegas para continuarmos a fazer o melhor para os socorrenses”, disse Fábio Henrique.

Medidas

Durante a reunião ficou definido o corte de 20% nos salários de prefeito, vice-prefeito, secretários e secretários adjuntos; redução no número de secretarias; redução de 30% dos cargos em comissionados; redução de 30% no consumo de combustível; suspensão de festas e eventos realizados ou apoiados pelo município; e diminuição de gratificações, dentre outras medidas.

“Todas essas medidas têm o objetivo de manter em dia os salários dos servidores”, destacou o prefeito. Nos seis anos e oito meses, a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro tem mantido o pagamento dos salários sempre dentro dos meses trabalhado e tomará as medidas para a manutenção dos serviços públicos, a exemplo da coleta de lixo, da manutenção de medicamentos nas unidades de saúde, da merenda escolar e do transporte das crianças para as escolas. “Estamos fazendo isso para equilibrar financeiramente o município e manter os serviços públicos para a população”, finalizou Fábio.

Atendendo à recomendação do Ministério Público Estadual, a Prefeitura está extinguindo a Secretaria Municipal da Assistência Judiciária. De acordo com a recomendação, a Prefeitura de Socorro deve: extinguir a Secretaria de Assistência Judiciária, exonerar todos os advogados que trabalham nela e deixar de prestar esse serviço à população.

 

Fonte: Secom Socorro

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: