Prefeito lamenta tragédia que vitimou Eduardo Campos e Pedrinho Valadares

João_Eduardo_Marcos_BorgesO Prefeito de Aracaju João Alves Filho lamenta  a tragédia ocorrida hoje, 13 de agosto, na cidade de Santos em São Paulo, o que abala profundamente o Brasil, em especial o Nordeste. O falecimento do candidato à presidência da República Eduardo Campos e do Assessor Pedro Valadares Neto consternou a todos os brasileiros, principalmente a nós sergipanos que perdemos uma figura política importante. Pedrinho Valadares foi uma pessoa política de grande importância e influência em todo o Estado de Sergipe. Ele exerceu um trabalho muito importante no turismo do estado no período em que atuou como secretário durante o terceiro mandato do atual prefeito de Aracaju, transformando e revolucionando o turismo sergipano, principalmente o turismo receptivo, vendendo de forma excepcional o nosso Estado além fronteiras.

Eduardo Campos era uma das maiores revelações políticas do Brasil nas últimas décadas. Um dos maiores homens públicos do país, fez uma transformação impressionante em seu Estado, inclusive de forma inédita, regionalizando o seu desenvolvimento, maximizando os investimentos por vocação de cada região. Começando sua vida política em 1999 como deputado estadual em Pernambuco, ele foi galgando cargos velozmente, chegando nas eleições seguintes ao Congresso Nacional como deputado federal. Logo depois foi convidado por Lula para ocupar o Ministério de Ciência e Tecnologia tendo sido eleito logo depois Governador de Pernambuco onde por dois mandatos realizou um trabalho extraordinário transformando a imagem do importante estado nordestino. Era agora um forte candidato à Presidência da República e tinha muito a dá ao nosso país. Deixa uma grande lacuna.

Pedro Almeida Valadares Neto, mais conhecido como Pedrinho Valadares, tinha 48 anos e uma extensa vida política. Natural de Simão Dias, no Estado de Sergipe, ele era casado com Simone e tinha dois filhos, Rodrigo e Fábio, e uma neta, Luísa. Ele era advogado e pós-graduado em Direito Penal e foi Secretário de Estado de Cultura e Turismo em Sergipe em 2003 durante o mandato de João Alves.

Em 1991, foi eleito deputado federal pelo mesmo estado e teve mais dois mandatos nesse cargo, em 1997 e 2010. A amizade dele com o candidato a presidente Eduardo Campos era antiga, eles se conheceram em 1992 e foram companheiros de partido, ambos filiados ao PSB. Ele foi chefe de gabinete de Campos durante o governo dele em Pernambuco e agora trabalhava como assessor na campanha presidencial.

O prefeito João Alves Filho decreta luto oficial por três dias em Aracaju, pelos falecimentos de Eduardo Campos, Pedro Valadares Neto e pelo Cantor Rogério.

Fonte: PMA

Foto: Marcos Borges

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: