Prefeitura de Itabaiana entrega mais duas obras importantes no povoado Ribeira

Reconhecidamente como a imagem mais recorrente nos últimos em Itabaiana, a entrega de obras realizadas pela prefeitura da cidade ganhou um tom diferente no início desta semana. É que, após a atual administração municipal ter se notabilizado, ao longo dos últimos sete anos e dez meses, por diversas inaugurações festivas, seja nos povoados ou nos bairros da cidade, por conta da pandemia de novo coronavírus e também em razão das restrições eleitorais, a entrega de um complexo constituído de praça e quadra poliesportiva no povoado Ribeira se deu de forma discreta, sem efusividade. Mas a comunidade local compareceu em peso para prestigiar o evento.

Apesar da importância dos equipamentos de convivência e lazer que foram entregues à população, o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL) explicou as razões de não ter mantido as tradicionais festividades que sempre marcaram as inaugurações em sua gestão. “Primeiramente atentamos para a questão da pandemia, é claro, pois o mais importante é a saúde das pessoas. Mas também nos atentamos às restrições do período eleitoral, respeitando a Justiça, mas mantendo a gestão em funcionamento pleno. Assim, avaliamos que não seria justo que a população ficasse sem esses espaços de convivência e de lazer por conta destas duas situações. Mas tomamos todos os cuidados e precauções necessários”, explanou Valmir de Francisquinho.

Dessa maneira, a quadra poliesportiva Epifânio Alves dos Santos e a praça em que ela está localizada, nominada como Josivalda Alves de Santana, foram entregues para utilização da comunidade do povoado Ribeira sem festa, sem fogos, sem longos discursos. Mas a cerimônia foi marcada por muita emoção. Anderson Alves de Santana, irmão da homenageada com seu nome batizando a praça, falou em nome da família da jovem engenheira, falecida precocemente. “Não sou de muitas palavras, especialmente quando falo sobre a minha irmã. Mas considero essa homenagem muito especial para ela e para a família Alves de Santana”, saudou Anderson.

Já Edevalda Alves Freire, filha do homenageado com o nome da quadra poliesportiva, se manifestou em agradecimento não apenas pelo reconhecimento ao seu pai, mas pela obra em si, que, na avaliação dela, terá uma importância ímpar para o povoado Ribeira. “Quero agradecer, em meu nome e em nome da minha comunidade, ao gestor atual por esse presente, por essa maravilha de praça, que será espaço de diversão para os jovens, para os estudantes, pois aqui era um povoado esquecido. Gora, com fé em Deus, a vida vai melhorar para nossa comunidade. Que Jesus abençoe e dê continuidade para quem semeia o bem”, afirmou Edevalda.

Além das entregas de obras, a noite ainda contou com o acesso da população para conhecer as reformas realizadas na Escola Municipal Eugênia Lima, que por conta da pandemia, ainda está com suas aulas suspensas, mas pronta para o reinício do período letivo assim que os protocolos de saúde garantirem segurança as crianças que estudam na rede pública municipal, seja no povoado Ribeira, seja no restante do município.

“Vir na Ribeira é uma alegria, sempre. Aqui nós realizamos as obras de esgotamento sanitário em todas as ruas, além de asfaltar a maior parte delas. E é aqui que está também uma das nossas maiores riquezas naturais, Porções da Ribeira. Vou chegando ao final do mandato com a sensação de dever cumprido, graças a Deus. Mas, apesar de ter ainda muitas obras para serem entregues, manterei o compromisso de proteger sempre a nossa população. Assim, seguiremos fazendo entregas singelas, simples, sem festa ou nada similar. Só que, por dever de ofício, seguirei entregando ao povo itabaianenses essas obras, pois elas representam verdadeiras conquistas para a cidadania e a qualidade de vida do povo de Itabaiana”, disse o prefeito Valmir de Francisquinho.

Para o líder comunitário Vanderlei da Ribeira, neto do homenageado na nominação da quadra, o momento é de festejar, mesmo que seja sem fazer, de fato, uma festa. “Claro que todos aqui desejariam um evento gigantesco, com muita animação, som, fogos e tudo o mais que nós temos direito. Afinal, nunca na nossa história, que é centenária, vimos tantos avanços chegarem até nossa comunidade. Mas o momento pede esse tipo de discrição. Porém, uma coisa é certa: nosso povo aqui da Ribeira não precisa de uma grande festa para celebrar essas obras e conquistas. O nosso dia a dia, com tantas obras importantes, já é uma celebração em si, graças a Deus”, resume.

Fonte: PM-Itabaiana

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: