PRF apresenta dados estatísticos sobre acidentes de trânsito ocorridos em 2020

A Polícia Rodoviária Federal em Sergipe divulga levantamento estatístico de dados de 2020 relativos à acidentalidade nas rodovias federais do estado, que evidenciam a preponderância do fator humano como causa majoritária dos acidentes de trânsito.

De janeiro até outubro, os agentes federais identificaram o cometimento de cerca de 25 mil infrações de trânsito, o que significa que, em média, um condutor a cada 17 minutos é responsabilizado pelo desrespeito às normas de circulação e conduta. Nas ações de fiscalização, os policiais flagram constantemente diversas situações de risco que podem dar causa a acidentes viários ou potencializar sua gravidade. Por dia, são contabilizados pelo órgão em Sergipe cerca de oito ultrapassagens indevidas, quatro motociclistas sem capacete, quatro pessoas sem cinto de segurança e uma criança transportada irregularmente sem cadeirinha.

Ainda segundo a média, a cada três dias, são registrados cinco acidentes. No período, a Polícia Rodoviária Federal atendeu nas rodovias federais de Sergipe a mais de 500 acidentes, dos quais 160 foram considerados graves. Ao todo, 45 pessoas morreram. Os tipos de acidentes predominantes foram colisão traseira (88) e saída de pista (86), ligados diretamente à inobservância da distância da segurança em relação ao veículo da frente e à desatenção dos motoristas.

Lideram o ranking da acidentalidade os meses de agosto (63) e outubro (60). Domingo (95) e sábado (84) foram os dias mais críticos. Houve maior registro de acidentes de trânsito nos horários de 7h e entre as 17h e 19h, e em trechos de Aracaju (BR-235, do km 0 ao 3), Nossa Senhora do Socorro (BR-235 do km 3 ao 10 e BR-101, do km 90 ao 95) e Itabaiana (BR-235, do km 50 ao 55).

Segundo Flávio Vasconcelos, Superintendente da PRF em Sergipe, “no trânsito, a população precisa sempre agir pensando na segurança. Cada atitude deve buscar verdadeiramente proteger a vida, e não ser tomada só quando os agentes são avistados. É inquietante atender acidentes que poderiam ser evitados, caso houvesse a devida prudência e atenção por parte dos envolvidos.”, ressaltou o gestor.

Foto e Video: PRF/SE

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: