Imprensa1
Site de notícias do jornalista radialista Marcos Couto

PROTESTO: Policiais de Sergipe cruzam os braços após assembleias

No início da noite desta terça-feira, dia 11, após reuniões simultâneas de assembleias gerais dos policiais civis, militares e bombeiros de Sergipe que fazem parte do “Movimento Polícia Unida”, veio a decisão de paralização de 12 horas, como forma de protesto ao Governo do Estado por não dialogar com a categoria e resolver algumas reivindicações.  A exemplo, da restruturação da carreira e o adicional de periculosidade.

Por voltas 18h30, os policiais civis fecharam a Central de Flagrantes no Bairro Santos Dumont, na zona norte de Aracaju, dando início a paralização unificada, dentro da “Operação Padrão”.

Os agentes em segurança pública não irão conduzir viaturas sem habilitação, não realizar patrulhamento e atendimentos de ocorrências com menos de três policiais. Mas vale ressaltar, que os policiais militares e bombeiros militares não seguirão a paralização dos policiais civis, mas estão apoiando moralmente a categoria.

A qualquer momento, mais informações.

Por: Imprensa1

 

 

Deixe uma resposta

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...