Roubos e furtos de Veículos caem 56% entre janeiro de 2020 e de 2021

O mês de janeiro de 2021 fechou com uma redução de 56% na incidência de roubos e furtos de veículos em relação ao mesmo período do ano passado, 2020, na capital e na Região Metropolitana. Os dados são da Divisão de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), da Polícia Civil. Enquanto que, no primeiro mês do ano de 2019, ocorreram 189 investidas criminosas de subtração de veículos, no mesmo mês, já em 2021, foram 84 ocorrências. O trabalho em conjunto com a Polícia Militar e com a Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp) é uma das bases para o resultado positivo obtido na Grande Aracaju.

O delegado Kassio Viana destacou que a unidade policial passou a fazer o acompanhamento dos números mês a mês, o que possibilitou a ampliação da identificação dos períodos com maior número de ações de roubos e furtos de veículos. A estratégia resultou no planejamento de ações ainda mais efetivas de combate à criminalidade, gerando, inclusive, a identificação dos suspeitos desses crimes e a recuperação dos carros e motocicletas subtraídos nessas investidas criminosas.

“Acompanhamos os números levantados pelas nossas equipes e conseguimos uma redução significativa, de janeiro até julho, e passamos a ter uma certa estabilidade entre julho e dezembro. Nossa preocupação maior era com os meses de dezembro e janeiro, pois eram os que, historicamente, os roubos e furtos de veículos aumentavam de forma drástica. Assim, pudemos atestar que, entre o mês de janeiro de 2020 e o de 2021, tivemos uma redução de 56% nos roubos e furtos de veículos na Grande Aracaju”, ressaltou.

As ações da DRFV ocorrem também junto a um trabalho integrado com a Polícia Militar e com a Coordenadoria Geral de Perícias. O coronel José Moura Neto, comandante do policiamento militar da capital, explicou que as ações policiais integradas entre as forças de segurança pública no combate aos diversos crimes impactam diretamente na redução dos roubos e furtos de veículos, já que os carros e motocicletas são utilizados em investidas criminosas contra a sociedade.

Fonte: SSP/SE

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...