Samarone diz que sua preocupação maior é o trânsito, e não o PDT

“Se você me perguntar qual é a minha maior preocupação, eu não vou mentir pra mim mesmo: é o trânsito, o trânsito, o trânsito, umas 50 vezes, para depois vim o partido”, disse o presidente do Diretório Municipal do PDT, Antônio Samarone, na manhã de hoje, dia 08, em entrevista ao Liberdade Sem Censura.

O presidente, que também comanda a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), está sendo criticado pelos vereadores pedetistas de Aracaju, que se mostram insatisfeitos com a administração de Samarone no partido. “Essa crítica que os vereadores fazem é verdadeira. Eu não tenho tempo para me profissionalizar para ser dirigente partidário, porque eu assumi uma grande responsabilidade de utilidade pública com o trânsito”, completou Samarone.

Para o líder da bancada do PDT na Câmara Municipal de Aracaju, vereador Ivaldo José, Samarone tem administrado o PDT de forma sonolenta. “O partido precisa de novos filiados para se fortalecer. E alguns nomes têm deixado de serem atraídos por causa da sonolência que a Executiva Municipal tem tratado o partido”, reclamou Ivaldo. “Antônio Samarone tem sua história no partido e tem dado sua contribuição, mas entendemos que por conta do cargo que ele acumula na administração Municipal ele não tem tido tempo para atrair novos filiados, novas pessoas que estejam dispostas a disputar o pleito do ano que vem. O que nos queremos é estar participando das decisões municipais do partido, participando da administração, com o intuito de buscar o fortalecimento do partido com vista às eleições 2012”, alegou o vereador Ivaldo José.

Para o vereador Moritos Matos, o partido pode ser prejudicado nas próximas eleições por não está se preparando com antecedência para o pleito. “Todo mundo sabe que já se discute a eleição do próximo ano, mas, no PDT, que é o segundo maior partido no estado, isso ainda não foi feito. Então os vereadores têm se sentido, de certa forma, abandonados”, disse Matos. Já o vereador Fábio Mitidieri foi taxativo: “O único entendimento é a gente entrar e ele (Samarone) sair”.

O vereador afirmou ainda que apenas menos da metade do filiados do PDT estão interessados em permanecer no partido, e deu a entender que pode até deixar a legenda se Samarone não for retirado do cargo de presidente municipal. “A única maneira de a gente continuar no PDT, e não é nada pessoal contra Samarone, é os vereadores assumindo o Diretório Municipal, para a gente tentar reorganizar o PDT, que é o partido da segunda maior bancada na Câmara de Vereadores, mas que não fez política em Aracaju nesses últimos tempos”. Após ouvir os reclames dos parlamentares, o presidente Antônio Samarone disse que não é “empecilho para ninguém”, e até considerou “justa a reivindicação dos vereadores”.

 No entanto, Samarone diz que só pode sair do cargo de maneira legítima. “Fui eleito para presidir o partido, então não se pode chegar, do nada, e me dizer pra sair. O caminho é convocar uma convenção e se eleger um presidente. Mas eu não vou brigar. Eu faço parte dentro do partido de um agrupamento político, então não é uma carreira solo. Eu já me reuni com os três vereadores e mostrei que defendo o entendimento, e agora vamos esperar o líder estadual, o prefeito (de Socorro) Fábio Henrique, chegar de São Paulo, para conversarmos sobre essa situação. De minha parte, não vejo problemas em fazermos uma composição para incorporar os vereadores na coordenação do partido”, comentou Samarone.

Da redação Universo Político.com Com informações do Liberdade Sem Censura, rádio Liberdade FM

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: