Sargento reformado morre em confronto com o COE

Já foi sepultado nesta sexta-feira, dia 26, o sargento da Polícia Militar de Sergipe (PM) que estava na reserva, Marlio Oliveira de Jesus, de 49 anos. Ele morreu após troca de tiros com os policiais militares do Comando de Operações Especiais (COE), no início da tarde dessa quinta-feira, dia 25.

Ele estava em sua residência no Conjunto Maria do Carmo em Nossa Senhora do Socorro quando o COE foi dar cumprimento ao mandado de prisão. Na ação ele teria reagido e ao ser ferido, não resistiu e morreu a caminho do hospital. Vale ressaltar que o ex- policial da ativa, Marlio Oliveira, estava na sala de casa quando reagiu à abordagem.

De acordo com as investigações da polícia civil, Marlio era um integrante da mesma quadrilha do criminoso conhecido como “Poli”, Luciano dos Santos Andrade, também chamado de “Luciano Poli”. Ele era um ex-policial militar que tinha sido expulso da corporação e que no dia 29 de maio, deste ano de 2020, morreu em uma troca de tiros com a polícia civil e militar, no Bairro Cirurgia em Aracaju.

Ambos são apontados de terem realizado: assaltos, roubos e tráfico de drogas e foram descobertos dos desvios de conduta após denúncias anônimas. Eles dois e alguns comparsas da bandidagem começaram a roubar traficantes e grupos de ladrões, que por sua vez fizeram as denúncias contra os dois militares “Poli e Marlio”.

Nas investigações, a polícia descobriu que o grupo criminoso invadia chácaras e residências no estado de Sergipe e seus integrantes agiam com violência psicológicas contra as vítimas.

Acompanhe também- CLICK AQUI!

 

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: