Sargento suspeito de matar soldado deixa o presidio militar

No final da tarde dessa segunda-feira, dia 21, o sargento da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), José Matias Silva, foi posto em liberdade após um alvará de soltura. Ele é suspeito de ter assassinado a tiros o soldado, Cristyano Rondynelli Gomes Melo, 34 anos, no último sábado dia 19, na rodovia do município de Monte Alegre dentro de um veículo. O crime aconteceu minutos depois de ambos terem participado de uma confraternização entre amigos, no município de Nossa Senhora da Gloria .

O Portal Imprensa1 (www.imprensa1.com) recebeu a informação que o soldado Rondynelli estava no banco do carona e o sargento Matias, viajava no banco de trás com mais um colega de farda. Quando de repente ele teria surtado e com sua arma efetuou cerca de três disparos contra o soldado Rondynelli que estava no banco da frente. O sargento foi contido e sua arma retirada de sua mão

O policial que segurou o sargento teria dito: “o que é isso sargento?”. O sargento Matias então respondeu :”esse soldado está querendo me matar”. Na sequência, o sargento também perguntou ao policial que o rendeu: “E você ! Também tá querendo me pegar ? “.

O soldado Cristyano Rondynelli não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local, enquanto o sargento Matias, foi levado para a corregedoria e depois para o Presídio Militar de Sergipe (PRESMIL) e na tarde dessa segunda-feira, ganhou a liberdade provisória.

O soldado Rondynelli era natural de Santana do Ipanema (AL) e deixa esposa e dois filhos.

 

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: