Secretário da educação lança Programa Sergipe Educar Mais

 

 

O secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, reuniu a imprensa na tarde desta sexta-feira, 16, para apresentar o Programa Sergipe Educa Mais; um conjunto de ações que vão revolucionar a educação sergipana nos próximos quatro anos.

“São iniciativas que vão integrar ainda mais as escolas às suas comunidades, requalificar e ampliar a infraestrutura dos espaços de aprendizado, além de valorizar ainda mais o trabalho dos professores, gestores e trabalhadores da educação em geral”, disse Carvalho.

O encontro com jornalistas, radialistas, convidados, diretores e assessores da Seed, aconteceu durante reunião/almoço no Celi Praia Hotel.

De acordo com o secretário, nos próximos dias, o governo do Estado estará enviando à Assembleia Legislativa, cinco Projetos de Lei, que fazem parte das ações contidas no Programa Sergipe Educa Mais.

“Muitas dessas ações, nós antecipamos, como por exemplo, a digitalização e informatização de 17 mil prontuários dos servidores e, o processo licitatório para terceirização da merenda escolas em 32 unidades escolares”, disse o secretário.

Aos comunicadores, Jorge Carvalho citou outras ações que foram antecipadas pela Seed: a realização de processo seletivo para 200 merendeiras; realização de 18 aulões preparatórios para o ENEM; a implantação do Diário de Classe Eletrônico, a implantação da matrícula online; a ampliação do acesso a internet, beneficiando atualmente 250 unidades escolares e a instalação de rede Wifi com sinal aberto em diversas unidades escolares em 2015, com proposta de universalização até 2018.

“Antecipamos também a distribuição de 283 Lousas Digitais, beneficiando 100 unidades escolares e inicializada a ativação de 52 kits da Rádio Escola. Implementamos ainda, a vigilância terceirizada em 70 escolas que apresentamos maiores índices de furtos e roubos, além da criação e implantação do Núcleo de Prevenção a Violência. Os investimentos em infraestrutura tecnológica e equipamentos chegam a R$ 12 milhões”, ressaltou.

Jorge Carvalho disse aos jornalistas e radialistas que o Governo do Estado, por meio da SEED, já reformou oito escolas localizadas em Aracaju, Boquim, Neópolis, Japoatã e Itabaiana. Atualmente, 21 escolas passam por reforma.

Qualidade do Ensino

O secretário informou que cinco novos projetos fazem parte do conjunto de ações que objetivam melhorar a qualidade do ensino público em Sergipe. São eles: implementação do Plano Estadual de Educação; reformulação da Gestão Democrática nas unidades escolares; a criação do Programa Sergipe para o Mundo; vinculação de ¼ do ICMS municipal ao desempenho escolar; a criação do Sistema de Avaliação da Educação Básica e o Instituto do Prêmio Educação de Qualidade Professora Ofenísia Soares Freire.

Gestão Democrática

De acordo com o secretário, haverá a escolha meritocrática e democrática dos gestores e avanços na gestão democrática; a criação de curso de especialização com 360h; requisito mínimo para a função e contrato de gestão com meta de aprendizagem.

Intercâmbio Escolar

Ao explicar o Programa de Intercãmbio Escolar Sergipe para o Mundo, Jorge Carvalho disse que o programa vai beneficiar 100 alunos da rede pública estadual, proporcionando a todos eles, a possibilidade de aprender um novo idioma, através da convivência em um ambiente estrangeiro.

“Cada aluna vai ganhar um curso de estudo de línguas preparatório para a viagem; netbook, passaporte com o respectivo visto; bolsa de estudos em 6 parcelas, no valor mensal de R$ 800,00; transporte aéreo com translado; família hospedeira, incluindo acomodação e alimentação; escola com o matéria didático e seguro saúde”, emendou.

ICMS Municipal

Na coletiva, o secretário explicou como será feita a vinculação de ¼ do ICMS Municipal ao Desempenho Escolar em Sergipe; a criação do Sistema de Avaliação da Educação Básica em Sergipe e o Prêmio Educação de Qualidade Professora Ofenísia Freire, que será destinado às escolas públicas que tenham obtido melhor desempenho no ano, expresso pelo IDASE( 2º ano EF), pelo IDESE – 5 (5º ano EF), assegurando o apoio a um conjunto de unidades escolares que tenham obtido baixos rendimentos.

 

Fonte: SEED/SE

Foto: Janaína Santos

 

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: