Secretário de Saúde Zezinho Sobral apresenta relatório da saúde aos deputados na Assembleia Legislativa

20150513_105443Na manhã dessa quarta-feira , dia 13, o Secretário de Saúde do Estado, José Macêdo Sobral, prestou contas do terceiro quadrimestre 2014, em cumprimento à legislação.

A convocação foi realizada pela comissão de Saúde, Higiene, Assistência e Previdência Social da Assembleia Legislativa, presidida pela deputada estadual, Silvia Fontes (PDT), e pelos demais membros, Zezinho Guimarães (vice- presidente/PMDB), Luiz Mitidieri (PSD), Luciano Pimentel (PSB), Jairo Santana (PRB), Gilson Andrade (PTC) e Vanderbal Marinho (PTC).

A reunião aconteceu na sala de comissões da Alese. De acordo com o secretário de saúde, é papel de o gestor apresentar relatórios a cada trimestre. “É um momento único, uma vez que estamos na frente de parlamentares, de pessoas qualificadas e profissionais da área, representando o povo Sergipano, onde apresentamos números, discutimos políticas públicas, necessidades e prioridades”, disse Zezinho Sobral.

Zezinho Sobral -comissao -silvia fontes -sala das comissoes -saude-balnço do quadrimestres--aleseO foco da pasta em melhoria da população para Zezinho Sobral, está na necessidade de integrar as políticas públicas, uma vez que se foi construído um sistema único de saúde (SUS), e só funciona “bem” integrando a rede. Ou seja, a atenção básica sendo feita pelo município, o estado cuidando de média e alta complexidade e união cuidando das especialidades e dispensando alguns medicamentos, além da relação com os profissionais da área de saúde, uma vez que, estes profissionais são fundamentais, pois são eles que fazem e constroem o protocolo de atendimento ao paciente, ao tempo que também se abasteça as redes, se faça escala de profissionais, enfim, cuidar de pacientes em atendimento oncológico, entre outros, frisou o secretário.

O Governo do Estado vem arcando com mais de 75% das despesas com Saúde Pública em Sergipe, totalizando R$ 1.092.667.201,00. Da atenção Básica, o objetivo é ampliar o acesso de forma equitativa, garantindo a população serviços de qualidade. Das 93 clínicas programadas para serem construídas, 87 já foram inauguradas, sendo que uma foi entregue sem inauguração; três em fase de inauguração e duas em fase de conclusão, além de 97,8% (91), das clínicas que adquiriram equipamentos, de acordo com a lista padrão do convênio (municípios/SES), foram verificadas até este quadrimestre, ressaltou Zezinho Sobral, em audiência especial. Na Rede de Atenção Psicossocial (CAPS), que atua no fortalecimento da rede de saúde mental, com ênfase no enfrentamento da dependência do crack e de outras drogas, será ampliado o acesso às ações de cuidados ás pessoas com sofrimentos e/ou transtornos mentais e dependentes de substâncias psicoativas.

Será implantada uma unidade em Pacatuba, que já foi habilitada e uma em Campo do Brito, já em fase de contratação de equipe. Foi realizada a capacitação e qualificação de 97% dos Agentes Comunitários de Saúde, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem Na Rede Cegonha (Saúde da Mulher), tem como objetivo reduzir a taxa de mortalidade infantil e materna, além da adoção de “Boas Práticas de Atenção ao Parto e ao Nascimento”.

Nesse sentido, foi realizada a capacitação de 15 turmas em detecção precoce do câncer do colo de útero e câncer de mama, voltada para médicos e enfermeiros da atenção básica. Também realizou-se o evento “Outubro rosa”, com ações intra e intersetorias, como: matérias em meios de comunicação, palestras, exames clínicos e de imagens, palestras para consultoras de beleza, órgãos de gestão pública do Estado e de setor privado. Além de outras ações. Já na Rede de Atenção Hospitalar, que tem como objetivo investir na modernização e estruturação da rede de serviços de saúde, foram realizadas ações de melhoria na qualidade da assistência e melhoria de financiamento do sistema, com as habilitações de serviços a serem realizados, como por exemplo: habilitação de dez leitos de UTIN no Hospital Santa Isabel, vinte leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convecional (UNINCo), também para o Hospital Santa Isabe, vinte leitos de UNINCo para a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, entre outras.

Zezinho Sobral -comissao -silvia fontes -sala das comissoes -saude-balnço do quadrimestres--alese-Marcos CoutoNo projeto Saúde Sem Limite, que visa estruturar a rede de cuidados às pessoas com deficiência no âmbito do sistema único de saúde, serão concluídos os Planos Regionais da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, que atingirá as sete regiões de saúde. Além disso, o secretário informou ainda, que a obra de construção do Centro de Especialidades em Reabilitação (CER) IV, já está 18% executada. Visando implementar a Política de Saúde Oncológica, a Rede de Atenção Oncológica, já tem 95% da terraplanagem do Hospital Especializado em Câncer Marcelo Déda, concluída.

Será promovida também a expansão da Radioterapia, com a instalação de um acelerador linear, além da continuidade do envio de pacientes para tratamento radioterápico 3D em Salvador, diminuindo a fila existente. A Secretaria de Saúde também está voltada para a Vigilância Epidemiológica, com o objetivo de fortalecer a promoção e vigilância em saúde através da prevenção e controle das doenças sexualmente transmissíveis e AIDS.

Foi feita ainda, uma apresentação das despesas e arrecadações das Fundações de Saúde, até o 3º quadrimestre de 2014 A Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH), arrecadou mais de 34 milhões de reais e teve despesas de pouco mais de 44 milhões.

A Fundação Estadual de Saúde (FUNESA), arrecadou R$ 24.944.477,13 milhões de reais e teve despesas de R$ 24.858.513,76. Finalizando as apresentações, a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), arrecadou mais de 666 milhões de reais em sua receita e teve despesas que superaram os 716 milhões.

Os gastos são divididos entre: o Banco de Leite Humano Marly Sarney, a UPADBM de Boquim, a COLBF de Capela, o Hospital Regional de Estância, o Hospital de Nossa Senhora da Glória, o HUSE, o Hospital de Itabaiana, o Hospital de Lagarto, o MNSL, o Hospital de Neópolis, o Hospital de Propriá, o SAMU Sergipe, as ambulâncias do SRIHA e o Hospital de Tobias Barreto.

Por: Luciana Botto e Camila Ramos – Agência Alese de Notícias

Foto: Marcos Couto / Imprensa1.com

Zezinho Sobral -comissao -silvia fontes -sala das comissoes -saude-balnço do quadrimestres

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...

%d blogueiros gostam disto: